Banner Governo do Estado

RADIO

quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Raimundão deixa de ser prioridade e Gabriel Santana pode vir a fazer dobradinha com Arnon em Juazeiro

Dr. Santana e Gabriel avaliam aliança com Arnon em Juazeiro.

Depois de tentar aliança política com o ex-prefeito Raimundo Macedo (MDB), o prefeito Arnon Bezerra admitiu nesta quinta-feira (3), estar na próximo de ter a companhia do PT na vice de sua chapa para as eleições de 15 de novembro próximo. O suplente de deputado Gabriel Santana, filho do ex-prefeito Dr. Santana, foi convidado e deve ser indicado pelo PT Ceará (leia-se José Guimarães) para fazer dobradinha com Arnon.

O convite veio após reunião ocorrida no último sábado (29\8), entre o prefeito Arnon, Dr. Santana, os deputados Guimarães e Pedro Bezerra, além é claro, de Gabriel Santana. o que foi divulgado no início desta semana por esse blog.

O nome de Gabriel, que também é pré-candidato pela chamada base governista em Juazeiro do Norte, tem aprovação da base de sustentação do governo Arnon Bezerra, uma vez que diversos cargos do primeiro e segundo escalões da gestão Arnon foram ocupados por petistas e "ex-petistas", que o apoiaram nas eleições de 2016.

Na época, esse pequeno grupo passou a ser considerado "traíra", por "petistas raiz". Hoje estão contemplados com cargos de confiança na gestão. Uma adesão oficial do partido à gestão Arnon seria de bom agrado a todos.

RAIMUNDÃO

Embora não tenha fechado oficialmente nenhuma acordo com os pré-candidatos postos hoje no tabuleiro político de Juazeiro, uma provável aliança do grupo político de Raimundão com Arnon ficou mais distante. Não por causa do prefeito.

Arnon o procurou algumas vezes, mas Raimundão sempre indeciso jogou um balde d´água fria nessa pretensão. A fila andou. Agora só resta o apoio moral, caso venha! Pois o nome da vez chama-se Gabriel Santana.

Na própria visita que Arnon Bezerra vez ao senador Eunício Oliveira no final de semana passada, o prefeito buscou o apoio do MDB Ceará, pois Raimundão ao ser convencido por "fantasias políticas" de determinado pré-candidato, o levou a se aproximar da pré-candidatura de Gilmar Bender, que ainda é uma incógnita.

Risco corre Raimundão, caso Gilmar não seja candidato.

Apoiar candidatura do PSD em Juazeiro ou migrar para a oposição, no caso do deputado Nelinho (PSDB), que mal conhece Juazeiro ou Glêdson Bezerra, tornaram-se as opções da importante liderança regional.

As três possibilidades não são nada boas para Raimundão. O PSD não decola. Nelinho e Glêdson são de partidos adversários da base do governo do estadual, onde hoje se situa o ex-prefeito de Juazeiro. Estaria disposto o ex-prefeito a tal situação? A resposta só nos próximos dias...

Últimas notícias