segunda-feira, 17 de junho de 2019

Boletim da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte


Na sessão ordinária de terça-feira (11/06), os vereadores da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte apresentaram requerimentos em prol das comunidades. As solicitações foram direcionadas à pasta de Infraestrutura e Secretaria de esporte, além de ofício enviado ao Hospital Estefânia Rocha Lima, parabenizando a direção pelo bom atendimento.

Infraestrutura

A Vereadora Roseane Macêdo (PPS), requereu através da Secretaria de Infraestrutura o calçamento em caráter de urgência da Rua Mons. Murilo de Sá Barreto, no Carité e adjacências, a parlamentar justifica o péssimo estado de tráfego.

Hospital Estefânia Rocha Lima

O vereador Claudionor Mota (PMN), enviou oficio à Diretora do Hospital Estefânia Rocha Lima, Dra. Bruna, parabenizando-a pelo atendimento a população Juazeirense, "inclusive disponibilizando aos sábados e domingos médicos comprometidos com a eficácia no atendimento à população mais carente", destacou o parlamentar.

Secretário de Esporte

O vereador Alexandre Sobreira (PPL), envio de oficio ao Prefeito Municipal extensivo a Secretaria de Esporte e Juventude, solicitando a construção de uma arquibancada e uma cobertura para a pista de Skate no Parque Ecológico das Timbaúba.

(Assessoria de Imprensa da Câmara)

Fux diz que juiz precisa ser olimpicamente independente


Os juízes precisam ser olimpicamente independentes, disse nesta segunda-feira o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux, num momento em que ocorrem vazamentos de supostas conversas via aplicativo de mensagens entre o ex-juiz e agora ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, com procuradores que atuam na força-tarefa da Lava Jato.

“Nós juízes devemos ser, em primeiro lugar, independentes. Olimpicamente independentes. E temos por dever de ofício ter um conhecimento enciclopédico e uma nobreza de caráter e acima de tudo termos a arte de fazermos uma justiça caridosa", disse Fux em evento da Escola da Magistratura do Rio de Janeiro.

Mais tarde, Fux voltou a falar sobre o tema com jornalistas, e reforçou que juízes não podem ficar sujeitos a nenhum tipo de pressão. O ministro do Supremo, no entanto, evitou fazer comentários diretos sobre as supostas conversas entre Moro e procuradores da Lava Jato.

“Tenho profundo respeito por esse magistrado (Moro) e não vou me imiscuir na independência dele, assim como não gostaria que ele comentasse qualquer atividade minha", disse.

O próprio Fux foi citado em supostas mensagens vazadas. Numa delas, entre o procurador Deltan Dallagnol e Moro, o então juiz teria dito "in Fux we trust" (algo como "no Fux, a gente confia") ao comentar um caso.

(Reuters)

Boletim da Câmara Municipal do Crato


Na manhã da última terça-feira (11) durante sessão ordinária, os vereadores discutiram acerca de assuntos internos da casa, com destaque para o período de pronunciamentos no pequeno e grande expediente. A sessão contou com a participação do presidente do Sindicato Dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Orgânicos e e Ecológicos do Cariri (SINTTROEC), Expedito Guedes, que utilizou a tribuna para divulgar a XVI Feira das culturas milho, arroz, amendoim, mandioca, derivados do mel de abelha e do leite e também a II Festa Ecológica do Cariri que acontecerão nos dias 14, 15 e 16 de junho no terreno da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no bairro seminário.

O principal tema de discussão porém foi sobre o tempo de fala dos vereadores no pequeno expediente. Segundo Jales Veloso (PSB), na sessão anterior ele havia sido cortado pelo presidente em exercício, Fernando Brasil (PP), por ter ultrapassado o tempo limite enquanto o líder do prefeito Dr. Renan Almeida (PATRI) utilizou durante pronunciamento mais de 7 minutos. Jales se retirou da sessão ao lado do colega de oposição Nando Bezerra (PTB) e afirmou que estaria procurando o Ministério Público para relatar a atuação de Fernando a frente da casa durante a licença do titular Florisval Coriolano (PRTB).

Já o presidente da sessão, Fernando Brasil, declarou que o pequeno expediente sofreu alteração no tempo recentemente, passando de 3 a 5 minutos, inclusive com voto favorável do vereador Jales Veloso. Declarou ainda que é necessário disciplina por parte dos parlamentares no período de fala. Fernando destacou também que o líder do prefeito estava lendo uma nota importante e já havia solicitado um período maior para o seu esclarecimento.

O vereador Lunga (PSD) sugeriu que o tempo fosse além de dois minutos de tolerância, resultando assim em sete minutos. A proposta foi colocada em votação e rejeitada pela maioria dos vereadores.

(Assessoria de Imprensa da Câmara)

André Fernandes denuncia ao MPCE deputado Nezinho por suposto envolvimento com facção criminosa

Deputado Nezinho nega envolvimento com o crime organizado

O deputado estadual, André Fernandes (PSL), protocolou denúncia no Ministério Público do Ceará, na última sexta-feira (14), em que acusa o deputado estadual, Nezinho Farias (PDT), de integrar a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). De acordo com a denúncia do deputado do PSL, Nezinho apresentou projeto de lei para regulamentar jogos eletrônicos que, supostamente, serviria para "lavagem de dinheiro" da organização por meio do "jogo do bicho". Nezinho nega irregularidades e defende que o projeto serve para regular games como esportes eletrônicos, e não legaliza jogos de azar.

André Fernandes sustenta, na denúncia de três páginas, a partir de "informações trazidas" por fontes não citadas, que campanha eleitoral de Nezinho teria sido financiada pela facção criminosa. Segundo Fernandes, em troca, o pedetista teria o "dever" de apresentar e aprovar um projeto que "viesse a fortalecer atividade desempenhada pela facção".

No documento, Fernandes cita que o projeto de lei apresentado por Nezinho, para regulamentar jogos eletrônicos no Estado, que está em tramitação na Casa, atenderia aos interesses da facção, fortalecendo a lavagem de dinheiro através do "jogo do bicho".

Projeto

De acordo com o texto do projeto de lei, o objetivo é tornar esporte eletrônico as atividades que fazem uso de artefatos eletrônicos e se caracterizam pela competição de dois ou mais participantes.
Com isso, os praticantes desses esportes poderiam ser reconhecidos como atletas, teriam direitos trabalhistas e acesso, por exemplo, ao Bolsa-Atleta.

Nezinho argumenta na proposta que, com a evolução dos jogos e crescente adesão de usuários, os esportes eletrônicos se transformaram em assunto sério e que "alimenta uma indústria altamente lucrativa". Ele apresenta, ainda, benefícios dos videogames.

"Além de divertir, também podem ajudar na educação de crianças e, para os desenvolvedores, é um nicho de mercado que ainda é pouco explorado. Mas, ainda assim, muitos pedagogos têm receio de usar estes tipos de jogos na educação".

Em nota enviada ao Sistema Verdes Mares, o Ministério Público do Estado informou que a representação foi encaminhada à Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap), que vai analisar os fatos e tomar as medidas cabíveis.

Outro lado

Em entrevista, o deputado estadual Nezinho Farias negou envolvimento com facção criminosa e chamou Fernandes de "irresponsável".

"Você basear (uma denúncia) em um projeto de esporte eletrônico é irresponsabilidade. A minha vida é limpa, transparente, e abro a minha vida: sigilo bancário, telefônico. Não sei diferença de facção A ou B, nem conheço e desafio (quem está me acusando). Eu quero que o MP apure, porque isso precisa ser passado a limpo".

O pedetista informou que encaminhou a denúncia à Procuradoria da Assembleia e que aguarda apresentação de uma representação contra Fernandes no Conselho de Ética pela bancada do PDT. Na tarde desta segunda-feira (17), Nezinho articulou uma entrevista coletiva a ser concedida na sede do Legislativo, com outros parlamentares.

Reações

A denúncia de André Fernandes foi feita após ele causar polêmica na Assembleia Legislativa, na última quarta-feira (12), ao acusar, na tribuna, colegas parlamentares de envolvimento com facção criminosa. Ele, porém, não citou nomes.

O discurso provocou a reação de deputados que ficaram revoltados por terem sido colocados sob suspeita. No dia seguinte ao discurso de André, vários parlamentares dispararam críticas contra ele, cobraram que o deputado do PSL apresentasse nomes e ameaçaram entrar com uma representação contra Fernandes no Conselho de Ética da Casa.

No momento, partidos como PT, PDT e PSDB articulam uma representação contra o deputado do PSL. O PDT já está com a peça pronta e estuda o melhor momento para dar entrada.

(DN)

Nesta terça-feira - Rodrigo Maia terá encontro com governadores do Nordeste, em Fortaleza


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, cumprirá agenda, nesta terça-feira (18), em Fortaleza.

Foi o que ele informou durante entrevista à Rádio Jovem Pan, de São Paulo, adiantando que aqui terá reunião com os governadores do Nordeste, no Palácio da Abolição.

O objetivo é discutir questões do interesses dos chefes de executivos do Nordeste no que diz respeito à proposta da reforma da Previdência do governo Bolsonaro.

Justiça autoriza retomada de leilão da Avianca Brasil


O Colegiado de desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo decidiu nesta segunda-feira (17), por dois votos a um, pela retomada do leilão de ativos da Avianca Brasil.
O leilão estava suspenso desde o dia 5 de maio, atendendo a um pedido feito pela Swissport Brasil, que atua com serviços de logística em aeroportos. A empresa questionou a legitimidade da venda de direitos de pousos e decolagens ("slots") juntamente com os ativos da companhia.

Os desembargadores Sérgio Shimura e Mauricio Pessoa, entenderam que o prosseguimento do leilão em cumprimento ao plano é possível e necessário, inexistindo indícios suficientes à suspensão. O desembargador Ricardo Negrão, relator do caso que havia preferido liminar pela suspensão, ficou voto vencido no julgamento desta segunda-feira.

Os desembargadores também irão analisar outros recursos que questionam a legalidade do plano de recuperação judicial da Avianca Brasil aprovado em Assembleia Geral de Credores e homologado pela 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, segundo informou a assessoria de imprensa do tribunal. Desta forma, a realização do leilão ainda não está totalmente garantida.

Caso a recuperação judicial receba o respaldo do tribunal, a Avianca Brasil poderá manter o plano de colocar em leilão sete unidades produtivas isoladas (UPIs), com slots (autorizações de pouso e decolagem) nos principais aeroportos brasileiros. Estão credenciadas para participar do leilão três empresas do setor: Azul, Gol e Latam.

Entenda a crise

A Avianca Brasil entrou com pedido de recuperação judicial em dezembro de 2018. Os credores da companhia aérea aprovaram o plano em abril.
No final de maio, A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) decidiu suspender todas as operações da Avianca Brasil até que a companhia comprove capacidade para manter as atividades em segurança.
A Avianca Brasil, marca comercial da Oceanair Linhas Aéreas S.A. ("Oceanair"), não faz parte do grupo de companhias da Avianca Holdings S.A, com sede na Colômbia. Mas ambas integram uma holding controlada pelo mesmo investidor, o empresário brasileiro German Efromovich.
Em dezembro, a Avianca, que é a quarta maior companhia aérea do Brasil, acumulava dívida de R$ 493,8 milhões.
A empresa aponta que sua crise econômico-financeira é reflexo da forte recessão econômica enfrentada pelo país desde de 2014, aliada ao aumento do combustível e à variação do câmbio.

(Portal g1)

Prefeitura de Aurira inaugura prédio do CRAS e faz Festa de São João para a terceira idade


A Prefeitura Municipal de Aurora realizou, na noite da ultima sexta-feira, dia 14, a reinauguração do prédio que abriga o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), equipamento instalado na Rua Dr. Guedes Martins (Bairro Araçá).

O equipamento passou por uma grande reforma em toda sua estrutura física, que anteriormente encontrava-se basta comprometida, mas com recursos oriundos do erário público municipal a gestão do prefeito Dr. Júnior Macedo conseguiu dá uma nova vida ao prédio.

E para celebrar esse momento de conquista, a Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), juntamente com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) realizaram uma singela programação de São João para o grupo da melhor idade assistido pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

O arrasta pé junino ocorreu em frente o CRAS, onde um grande número de pessoas esteve presente participando da festa. A organização do evento deu um colorido todo especial no local da festa, incorporando o espírito do mês junino.
Fazendo o uso da palavra, a anfitriã do certame, Helma Gardênia, falou de sua alegria de poder compartilhar, tanto da reinauguração do CRAS bem como da festinha do grupo de idosos. Fez também um breve relato das atribuições do CRAS, inclusive justificou a ausência do Secretário de Governo e Gestão, Adailton Macedo, que por ocasião do falecimento recentemente do seu sogro, Sr. Antonio Macedo, não pôde está presente no evento, mas que mandou um forte abraço para todos os presentes.

A animação musical ficou por conta de Lula de Rocha e Cia, com um repertório atípico do período comemorativo. Houve também distribuição de comidas típicas (Muncunzá, Vatapá, Bolo, queima de fogueira, dentre outras espécies características do momento).
Participaram também do momento festivo, o Secretário de Finanças, José Macedo, a Coordenadora do Grupo Idoso, Lúcia Quezado; as Assistentes Sociais, Jociene Fernandes e Edilene Santos, coordenadores diversos, assessores, funcionários, dentre outros profissionais que integram a gestão municipal, principalmente a participação da população de modo em geral.

(Assessoria de Imprensa)

Leonardo Araújo homenageia 65 anos de fundação do Lions Clube

Deputado Leonardo Araíjo

Em comemoração aos 65 anos de fundação do Lions Clube, a Assembleia Legislativa realiza sessão solene, nesta segunda-feira (17), às 14h . De iniciativa do deputado Leonardo Araújo (MDB), o evento acontece no Plenário 13 de Maio.

Conforme o parlamentar, o Lions Clube é uma instituição filantrópica mundialmente reconhecida pelos bons serviços prestados à sociedade em geral, atuando como baluarte na difusão da cultura de paz, solidariedade e fraternidade entre os homens.

“Ao longo dos últimos 65 anos, o Lions Clube congregou, entre suas fileiras, nomes de destaque, membros da sociedade com reputação ilibada e de outros segmentos, oferecendo à juventude e à sociedade a oportunidade de contribuir com o desenvolvimento de valores inerentes à boa conduta humana”, ressalta Leonardo Araújo.

A solenidade homenageará 13 representantes da instituição, entre os quais estão a presidente do Lions Clube Mombaça Centro, Antônia Araújo de Carvalho (Rivanda); a presidente do Lions Clube Mulher Rendeira, Maria das Graças Castro Moreira; o presidente do Lions Clube Fortaleza, José Filho Melvin Jones; o presidente da Casa do Leão, Moisés Furtado Sobrinho; o presidente da Academia Leonística de Cultura no Ceará, José Evânio Guedes, e o embaixador da Boa Vontade, Raimundo Nonato Veloso.

Solonópole ganha novo sistema de abastecimento d´água


Neste final de semana passado, o deputado estadual Agenor Neto (MDB), participou da inauguração do abastecimento d’água na zona rural de Solonópole.
"Uma conquista nossa junto ao trabalho do Governo do Estado e do grande prefeito e amigo Webston Pinheiro que administra muito bem essa cidade. Vamos continuar trabalhando para melhorar a questão hidrica.", disse o parlamentar.

PSL ultrapassa PT e lidera o recebimento dos recursos do Fundo Partidário em 2019


O PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, está liderando o recebimento de recursos do Fundo Partidário em 2019, somando os meses de fevereiro até maio. A sigla, até o momento, recebeu R$ 32.129.717,32. Logo atrás, na segunda colocação, aparece o PT com R$ 29.287.913,48. Em terceiro, vem o PSDB com ganhos de R$ 16.826.139,23. A quarta posição é ocupada pelo PSD com R$ 16.433.207,92 recebidos. Fechando a lista dos cinco partidos que mais receberam do fundo partidário, em 2019, vem o PP que recebeu R$ 15.697.514,27. Neste ano, por iniciar uma nova legislatura, os partidos começaram a receber os novos valores a partir de fevereiro.

No mesmo período [fevereiro/maio], em 2018, o PT liderava os recebimentos com R$ 33.706.669,24, quase 4 milhões a menos que 2019. Logo atrás vinha o PSDB com R$ 28.498.311,08. Na terceira posição estava o MDB com R$ 27.650.631,64 de lucro. Em quarto lugar o PP ocupava com R$ 16.691.972,18 de recebidos. Completando os cinco primeiros, o PSB surgia com R$ 16.091.945,42 obtidos pelo fundo partidário.

Dados retirados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre as transferências do Fundo Partidário.

O que é Fundo Partidário?

Criado junto com a Constituição Federal de 1988, o Fundo Partidário Nacional surgiu para consolidar e manter vivos os partidos políticos, assim garantir uma liberdade financeira das siglas: 20% do total para pesquisas e 30% para programas de promoção das mulheres. Do restante, 50% para diretórios nacionais e 60% para diretórios estaduais.

Neste ano, 21 partidos foram aptos a receber tal auxílio. Só não recebe o Fundo Partidário quem não realizou a prestação de contas anual ou caso as contas sejam reprovadas pela Justiça Eleitoral. O valor destinado para dividir entre os partidos, em 2019, foi de R$ 927.750.560,00, estabelecido pela Lei Orçamentária Anual (LOA). O montante recebido por cada sigla refere-se ao percentual de votos válidos recebidos.

Os recursos do Fundo Partidário distribuídos aos partidos são de duas maneiras: duodécimos, que são valores pagos mensalmente no mesmo valor, e por multas como as pagas por eleitores em situação de irregulares.

Receita paga hoje restituições do 1º lote do Imposto de Renda


A Receita Federal começa a pagar hoje (17) as restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2019. Serão depositados R$ 5,1 bilhões nas contas de 2.573.186 contribuintes. Neste lote, receberão a restituição os 245.552 contribuintes idosos acima de 80 anos, 2.174.038 contribuintes entre 60 e 79 anos e 153.596 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Ao todo, serão desembolsados R$ 4,99 bilhões, do lote deste ano, a 2.551.099 contribuintes. A Receita também pagará R$ 109,6 milhões a 20.087 mil contribuintes que fizeram a declaração entre 2008 e 2018, mas estavam na malha fina.
As restituições terão correção de 1,54%, para o lote de 2019, a 109,82% para o lote de 2008. Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a data de entrega da declaração até este mês.
O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento.
A restituição ficará disponível durante um ano. Se o resgate não for feito no prazo, a solicitação deverá ser feita por meio do formulário eletrônico – pedido de pagamento de restituição, ou diretamente no e-CAC , no serviço extrato de processamento, na página da Receita na internet.

Nordeste continua com previsão de chuva para esta segunda-feira


Nesta segunda-feira (17), a região Nordeste permanece com céu nublado e previsão de chuvas persistentes. As chuvas serão mais intensas no norte do Maranhão, centro e norte do Piauí, no Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, sertão e leste de Pernambuco, leste e agreste de Alagoas, Recôncavo, nordeste e sul da Bahia e possibilidade de chuva isoladas em Sergipe.

A temperatura mínima na região vai ser de 13ºC e a máxima de 36ºC. Já a umidade relativa do ar fica entre 30% e 95%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET.

Agenor Neto e lideranças comunitárias debatem projetos para Iguatu


O deputado estadual Agenor Neto se reuniu, no sábado (15), com dezenas de lideranças comunitárias e políticas de Iguatu. O encontro aconteceu no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais.
Presidentes de Associações, vereadores, além do ex-prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara e o presidente do Sindicato Rural, Evanilson Saraiva, participaram do evento.

O encontro foi organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores e pelo Conselho Comunitário de Desenvolvimento Municipal de Iguatu (CCDMI), que enviou ofício a todos os deputados estaduais que tiveram votação expressiva em Iguatu em 2018. Infelizmente, apenas o deputado Agenor Neto compareceu.

Abastecimento de água, problemas no atendimento da saúde do município e emprego, foram os temas mais debatidos na reunião.

“Foi uma reunião importante, momento em que pudemos conversar com as lideranças comunitárias, sentir suas dificuldades, e ao mesmo tempo pudemos fazer uma prestação de contas do nosso mandato, que tem sido pautado nas necessidades das pessoas, principalmente das mais carentes, disse Agenor neto

Crato abre oficialmente semana do município 2019 com celebração de fé, respeito e cultura


O Governo do Crato realizou na noite de ontem, domingo, dia 16, na Praça da Sé, a abertura oficial do FestCrato 2019, em comemoração aos 255 anos da cidade.

Iniciando as celebrações, o memorialista Dr. Honoris Causa, Huberto Cabral, anunciou o hasteamento das bandeiras. A do Brasil foi hasteada pelo Prefeito Zé Ailton Brasil, do Ceará pelo Bispo Dom Gilberto Pastana e do município pela vereadora Ticiana Cândido.

Em seguida, aconteceu a missa campal, em ação de graças pelo município do Crato e pelos cratenses de nascimento e de coração. Uma celebração repleta de fé, encanto e respeito.

A dona de casa Maria Cristina Santos, moradora do bairro Seminário, ressaltou a alegria de estar presente nesse momento. “Pude aqui praticar minha religiosidade nessa Santa Missa! Fico feliz em poder celebrar dessa forma o aniversário da minha cidade”, disse.

O Chefe do Executivo agradeceu a presença de todos e pediu graças para todos os munícipes. “Que sejamos abençoados em nosso trabalho pelo bem do nosso Crato”, sublimou Zé Ailton.

Após a Missa, celebrada pelo Bispo Dom Gilberto, aconteceram apresentações artístico culturais com as crianças e idosos do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Vila Alta e do Muriti. O grupo de idosos festejando o “Arraiá” e as crianças dançaram ao som da música O Xote das Meninas.

Também presentes na abertura, a primeira dama do Crato, Aldalice Pinheiro; o vice-prefeito e secretário de saúde, André Barreto; secretários municipais; vereadores; servidores e comunidade.

(Assessoria de Imprensa)

domingo, 16 de junho de 2019

IFCE Crato abre inscrições para curso gratuito de redação e técnicas de interpretação e leitura.

Estarão abertas de 17 a 19 de junho as inscrições para o curso de Redação e Interpretação de Textos para o Enem ofertado pelo campus de Crato do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará. Gratuito, o curso oferece 25 vagas para estudantes matriculados no Ensino Médio ou que já tenham concluído a formação. As inscrições podem ser feitas na Coordenação de Extensão do campus, de 8h às 11h e de 14h às 16h.

A capacitação tem como objetivo ampliar o vocabulário dos estudantes e a capacidade de transpor o pensamento e o discurso oral para o discurso escrito, além de desenvolver a capacidade de auto-correção e de expressão oral. Com 60 horas-aula, o curso aborda conteúdos de coesão e coerência, estrutura do texto dissertativo, tópicos atuais e técnicas de interpretação e leitura.

São 20 vagas para a comunidade externa e outras cinco para a comunidade interna. As aulas serão ministradas às terças-feiras, de 06 de agosto a 19 de novembro, de 18h a 22h, na Escola Dom Quintino (R. São Francisco, S/N - Pinto Madeira, Crato).

Presidente do BNDES, Joaqui Levy pede demissão


O presidente do BNDES, Joaquim Levy, entregou pedido de demissão a Paulo Guedes neste domingo (16). “Solicitei ao ministro da Economia, Paulo Guedes, meu desligamento do BNDES. Minha expectativa é que ele aceda”, disse segundo o jornal O Globo.

“Agradeço ao ministro o convite para servir ao País e desejo sucesso nas reformas. Agradeço também, por oportuno, a lealdade, dedicação e determinação da minha diretoria. E, especialmente, agradeço aos inúmeros funcionários do BNDES, que têm colaborado com energia e seriedade para transformar o banco, possibilitando que ele responda plenamente aos novos desafios do financiamento do desenvolvimento, atendendo às muitas necessidades da nossa população e confirmando sua vocação e longa tradição de excelência e responsabilidade”, completou.

A atitude foi tomada após o presidente Jair Bolsonaro dizer ontem (sábado,15), estar “por aqui” com o presidente do banco. Bolsonaro também afirmou que Levy estava “com a cabeça a prêmio”.

Na ocasião, declarou que o presidente do BNDES teria que demitir Marcos Barbosa Pinto, diretor de Mercado de Capitais do banco, por ter integrado o quadro do governo de Lula.

Horas depois da declaração de Bolsonaro, Barbosa Pinto pediu demissão do cargo. O ministro Paulo Guedes enfatizou que a reação do presidente era natural.

"Temos um arquivo colossal", diz editor do Intercept


Editor-executivo do "The Intercept Brasil", Leandro Demori afirma em entrevista exclusiva ao O POVO que os arquivos obtidos pelo site jornalístico sobre diálogos entre o ex-juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol contêm "centenas e centenas" de áudios, mensagens e vídeos. Neles, antecipa o jornalista, as evidências revelam uma zona cinzenta da maior operação de combate à corrupção da história do País: a Lava Jato. De acordo com Demori, "não há dúvida em relação à autenticidade" dos arquivos que vêm causando estupor no País.

O POVO - Há uma quase ansiedade em relação aos próximos capítulos da série Vaza Jato, do "The Intercept Brasil". Qual é a real dimensão do conteúdo que vocês têm em mãos?
Leandro Demori - A gente não está falando sobre o tamanho do arquivo. Não posso responder isso. O que posso dizer é que é um arquivo muito grande, um arquivo colossal, e que foram centenas e centenas de diálogos de grupos e de situações. Estamos falando aí de anos, praticamente a maior parte dos anos da Operação Lava Jato. É realmente muito grande, já fizemos um sobrevoo até agora, já conseguimos mergulhar um pouco mais, mas é um trabalho de longo prazo. É uma maratona, não é uma corrida de 100 metros.

OP - Há prognóstico de novos conteúdos ainda nesta semana?
Demori - O Intercept não está falando nem quais são as próximas matérias nem quais são as próximas pessoas diretamente envolvidas, não está divulgando prazos ou datas. Não fizemos isso. Não estamos fazendo isso para evitar especulações, porque é um assunto delicado que trata de interesses públicos e que mexe com muita coisa. O que fizemos nesta semana foi publicar os contextos dos fatos de uma das reportagens, que era aquela reportagem que mostrava os diálogos do ex-juiz Sergio Moro e do procurador Deltan Dallagnol.

OP - Adotou-se uma postura, comum ao Intercept, que foi publicar na íntegra os diálogos com o contexto. Isso vai ser seguido nas próximas reportagens? Vão sempre publicar a integra dos conteúdos?
Demori - A gente vai publicar sempre tudo que for possível, mantendo a intimidade e a privacidade das pessoas, e mantendo também algumas histórias que eventualmente estejamos apurando. Essa é a estratégia.

OP - Até agora, uma parte dos veículos de imprensa deu mais importância à origem das mensagens e ao modo pelo qual elas foram obtidas do que propriamente ao conteúdo. Como avalia isso do ponto de vista jornalístico?
Demori - Olha, pra mim isso tudo é mau jornalismo. O que interessa mais à população brasileira, ou seja, o que tem maior interesse público nesse debate? É a isso que se diz jornalismo. Jornalismo é uma profissão que lida fundamentalmente com interesse público. A gente serve à sociedade. Portanto, jornalismo é um serviço. O que tem mais interesse público neste momento no País: saber como operaram procuradores e o juiz da maior ação de combate à corrupção da história do Brasil? Ou você ficar especulando se houve ataque hacker de celular de x, y ou z? Quem define a linha editorial a partir das especulações não está servindo ao interesse público. Se não serve ao interesse público, faz mau jornalismo. Os motivos, não sei.

OP - O senhor acha que cabia ao site, e de modo geral ao jornalista, essa preocupação com a origem da informação? Vocês, em algum momento, chegaram a se perguntar se deveriam ou não publicar esse conteúdo?
Demori - Nós não estamos falando sobre a nossa fonte, então não dá informação sobre isso. Mas, nesse caso, a gente adotou o mesmo padrão de qualquer outro caso, que é o mesmo padrão adotado pelo melhor jornalismo feito no mundo inteiro, que é: você recebe uma informação, um pacote de documentos, verifica a autenticidade e verifica se existe interesse público naquilo. A partir do momento em que os documentos são autênticos e são de interesse público, você faz uma apuração consistente em cima para não cometer nenhuma injustiça. E, depois, você leva isso a conhecimento público. É assim que se faz bom jornalismo no New York Times, no The Guardian, no Washington Post, no La Republica, no Le Monde Diplomatique e na melhor imprensa europeia e norte-americana. Então foi exatamente isso que a gente fez.

OP - Obviamente que vocês sabiam que aquele conteúdo era, e é, explosivo e provocaria um terremoto político em Brasília e na própria Operação Lava Jato. Vocês estavam preparados para esta repercussão, inclusive do ponto de vista jurídico?
Demori - A partir do momento em que a gente recebeu o material, e começou a avaliar o material, identificando a autenticidade dele, a gente entendeu que aquilo era algo muito grande e muito importante por se tratar de uma operação que, nos últimos anos, tomou conta do noticiário e mexeu muito com o cenário político, econômico e eleitoral. Uma operação que mexeu muito com a vida social do Brasil. Do emprego ao voto, foi isso que a Lava Jato fez, para o bem e para o mal. A gente sabia que aquilo teria impacto bastante relevante. Obviamente a gente se cercou de muitas precauções. O Intercept tem uma preocupação jurídica muito forte, porque a gente sabe que pode ser alvo de guerra jurídica. Estamos preparados para isso. Nossos advogados leram todas as matérias. Tínhamos muita preocupação de não usarmos palavras equivocadas e cometermos injustiças. E depois nós nos asseguramos de que o arquivo fosse resguardado num lugar seguro fora do País para que não sofresse tentativa de bloqueio de conteúdo, com o sequestro do arquivo. Ou que o arquivo fosse copiado, roubado ou caísse em mãos erradas, fazendo com que todas as informações que são privadas, de foro íntimo, que o Intercept não vai divulgar, causassem algum tipo de dano público à pessoa.

OP - A decisão de fazer a publicação seriada, ou por capítulos, se deve exclusivamente à extensão do conteúdo? Porque o País fica em suspenso aguardando as próximas revelações. Acha que isso cria um clima prejudicial ou é natural diante de uma tarefa desse tamanho?
Demori - A ideia é basicamente organizar a cobertura, não deixar que isso fique solto. A gente criou um sistema organizado, que as pessoas possam ter uma ideia de "timeline" também, que possam voltar e entender as histórias, que crie organização e não se perca nisso. A ideia de fazer desse jeito foi por causa disso.

OP - Quando receberam as informações, deve ter havido dúvida em relação à autenticidade do conteúdo. Nesse momento, vocês partiram para uma fase de checagem para saber se algumas informações correspondiam a atitudes e desdobramentos na Lava Jato?
Demori - A gente fez vários processos de checagem de autenticidade, um deles foi esse, de bater fases e datas que aconteceram na Operação Lava Jato na época. Para saber se o mundo real estava correspondido naquela massa gigantesca de chats e situações que seria impossível que alguém conseguisse fraudar aquilo com aquela riqueza de detalhes. Outra coisa: existe a voz de cada um dos personagens. A gente consegue identificar, é facilmente perceptível quem está conversando. E outra coisa é que não temos só chats, mas também áudios. Temos um monte de arquivos de áudios e vídeos. Centenas e centenas e centenas de áudios. Esses áudios não são falsificáveis. É impossível que alguém conseguisse falsificar, com a voz das pessoas envolvidas nesse processo, centenas e centenas. Eles estão ali para corroborar também a autenticidade. E, claro, tem a análise técnica. Existe uma forma de avaliar tecnicamente que esses arquivos têm uma autenticidade. Tanto garantimos, que quando as reportagens começaram a sair, nenhum dos envolvidos (ex-juiz, procurador e Lava Jato) colocou em dúvida a autenticidade do material. O atual ministro inclusive falou que não via nada de mais nas conversas. Não há dúvida em relação à autenticidade, e qualquer tentativa de voltar atrás nas opiniões é mero esforço de mudar a narrativa da história.

OP - Foi isso que o ministro e o procurador fizeram. Disseram que havia a possibilidade de que o hacker tenha feito enxertos ou adulterado uma ou outra declaração que estava contida ali. Acha que isso é uma mudança de narrativa de Moro e Dallagnol?
Demori - Eu vou responder com o que o ministro Sergio Moro falou, porque acho que mais claro do que isso é impossível. A gente colocou na nossa reportagem que ia deixar muito claro que o Intercept recebeu material muito antes de o ex-juiz declarar que seu celular tinha sido supostamente hackeado. Mesmo assim, quando Moro declara que seu celular foi hackeado, ele mesmo diz que nada foi subtraído do celular dele.

OP - Uma das consequências da divulgação das reportagens tem sido uma reação raivosa nas redes sociais. Como vocês avaliam os riscos, inclusive pessoais? Vocês têm recebido ameaças?
Demori - A redação do Intercept já recebe ameaças há bastante tempo. A gente trata de temas complexos. Basta lembrar que a gente fez uma grande cobertura do assassinato da vereadora Marielle Franco, fomos o primeiro veículo a apontar o envolvimento de milícias. Enfrentamos também um processo eleitoral bastante turbulento com ameaças constantes. A gente tem uma expertise nisso e estamos preparados.

OP - Que imagem surge da Lava Jato a partir do arquivo de vocês? Há uma fissura na imagem da força-tarefa?
Demori - O que dá pra saber até agora, pelas reportagens, é que a chave de leitura da Lava Jato mudou. E ela necessariamente precisa mudar. A partir das revelações que o Intercept trouxe, veem-se claramente muitas intenções por trás da operação que não estavam à luz do sol. Muita gente, antes do domingo passado, poderia ter convicções pessoais sobre a não isenção do ex-juiz Moro ou sobre exageros e passadas de linha dos métodos da força-tarefa, mas agora, à luz do que já foi publicado, percebe-se uma outra ótica de olhar a operação. Essa ótica é mais do mundo real, da vida real. Não é a ótica da linguagem burocrática, não é a ótica das entrevistas de paletó, não é a ótica dos microfones oficiais, não é a ótica das coletivas de imprensa. Agora temos uma ótica realmente de como operou a Lava Jato.

OP - É possível que haja outras menções a figuras do Judiciário ao longo dos próximos capítulos?
Demori - Para evitar especulações, a gente não pode falar. Não podemos. O que foi mostrado no programa do Reinaldo (Azevedo, na última quarta-feira) foi porque o ex-juiz Sergio Moro, que não contestou a autenticidade dos diálogos, disse que não via nada de mais naquele tipo de relacionamento. O que fiz foi trazer um trecho de pequeno diálogo entre Moro e Dallagnol citando um ministro do STF (Luiz Fux) para mostrar de novo para que a população julgue esse tipo de relação.

( O Povo)

sábado, 15 de junho de 2019

IFCE-Crato é destaque no PEC Nordeste 2019


O IFCE-Crato foi destaque da edição 2019 do PEC Nordeste, encerrado neste sábado (15), no Centro de Eventos, em Fortaleza.  A instituição de ensino esteve presente no evento com a apresentação de 32 trabalhos de alunos e zootecnistas formados no  campus Crato. Ao todo foram 82 trabalhos representando vários estados nordestinos.

Entre os trabalhos classificados como finalistas do seguimento da bovinocultura estava o da zootecnista recém-formada Maria Helba Pinto, que ficou em terceiro lugar, elevando ainda mais assim, o nome da instituição na PEC Nordeste 2019.

Maria Helba Pinto apresentou à comissão julgadora formada por professores e mestres de varias instituições federais, o trabalho que lhe serviu como TCC para conclusão do Curso de Zootenia: "Abate Humanitário de Bovino", no Frigorífico Regional de Juazeiro do Norte. Na mesma categoria, a zootecnista Joana Angelica ficou em primeiro lugar.

Em sua apresentação a banca, Maria Helba Pinto, abordou questões que melhor se adequam ao abate de animais, tais como: manejo dos animais, stress pré-abate, aproveitamento da carcaça e refriamento da carne, higienização e transporte até chegar aos consumidores. "Foi muito gratificante poder meu trabalho de TCC, no Frigorífico Regional de Juazeiro do Norte. Pude ganhar aprendizagem e adquirir conhecimentos e, assim, chegar até aqui", disse a zootecnista sem se esquecer de fazer agredecimentos especiais a professora dourora Gisele Cruz, sua orientadora e ao diretor administrativo do frigorífico Altemar Antunes, o "Sassá".

Maria Helba recebeu das mãos do Reitor do IFCE Ceará, Virgílio Araripe e o diretor do IFCE-Crato, professor Joaquim Rufino, medalha de honra ao mérito pela terceira colocação.



Também estiveram presentes ao evento em Fortaleza, o coordenador do Curso de Zootecnia do campus Crato, professor Marcos Góis, o professor de Psicicultura Dr. Messias Alves e o servidor Zé da Silva, alem dos demais alunos.


70 vagas - Prefeitura de Orós abre concurso público


A Prefeitura de Orós divulgou edital para realização de concurso público para a seleção de 70 profissionais. As vagas são direcionadas para os níveis fundamental, médio e superior e os vencimentos chegam a mais de R$ 9 mil.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente via Internet, no site da Universidade Patativa até às 23h59 do dia 9 de julho deste ano.

O valor das inscrições, conforme os cargos, varia de R$80 a R$120.

Para preenchimento da vagas, são requisitos necessários o Ensino Fundamental completo, o Ensino Médio Profissionalizante na área ou Ensino Médio completo, ou o nível Superior, de acordo com as áreas especificadas para cada cargo.

Quanto à remuneração e a jornada de trabalho, os candidatos que forem efetivados terão o vencimento entre R$ 1.000,00 e R$9.179,95, com a carga horária semanal de 24 horas ou 40 horas, de acordo com o cargo.

Confira as oportunidades:

- Nível Fundamental:

Auxiliar de Serviços Gerais;
Cozinheira;

- Nível Médio e Técnico:

Agente Administrativo;
Agente Comunitário de Saúde;
Agente de Trânsito Categoria “A” e “D”;
Motorista Categoria “D;
Operador de Máquinas Pesadas;
Técnico Agrícola;
Técnico de Enfermagem;
Técnico em Aquicultura;
Técnico em Higiene Dental;
Técnico em Laboratório;
Técnico em Meio Ambiente;
Técnico em Radiologia;

- Nível Superior:

Assistente Social;
Cirurgião Dentista;
Enfermeiro;
Farmacêutico/Bioquímico;
Fisioterapeuta;
Fonoaudiólogo;
Médico;
Médico Veterinário;
Nutricionista;
Psicólogo.

Provas


Para avaliar os candidatos, será realizada prova objetiva para todos os cargos e também de títulos para os de nível superior, com data provável no dia 4 de agosto de 2019, horários e locais a serem divulgados posteriormente.
A validade do concurso tem o prazo de dois anos, a contar da data da publicação da homologação, podendo ser prorrogado por igual período apenas uma vez.

Eunício prepara MDB para eleições de 2020


O ex-senador e atual presidente do MDB no Ceará, Eunício Oliveira está articulando o fortalecimento do partido em todos os municípios do Ceará. Na sexta-feira (14), Eunício registrou a filiação de lideranças importantes de Tauá, município tradicionalmente governado pelo partido.

O ex-presidente do Congresso Nacional, diariamente recebe lideranças na sede do partido, na avenida Virgílio Távora, e promove filiações. Quer chegar em 2020 fortalecido para as eleições municipais.