domingo, 25 de agosto de 2019

Governador ressalta economia criativa em visita à XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará


O penúltimo dia da XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará foi marcado pela visita do governador do Ceará Camilo Santana, que foi recebido pelo secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano Piúba. Em um passeio pelo Centro de Eventos do Ceará, onde acontece a maior parte da programação da Bienal do Livro, o governador visitou espaços como a Praça do Cordel, e os stands dos Povos Indígenas, do Comitê Gestor de Expressões Culturais Afro-brasileiras, e da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS). Com o tema "As Cidades e Os Livros", a Bienal do Livro acontece até este domingo (25), com entrada franca.

Sempre interagindo com o público, Camilo parabenizou a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) pela realização do evento e ficou impressionado com a quantidade de pessoas que passaram pelo CEC. "Estou impressionado com o momento e com a alegria das pessoas. Saio daqui estimulado. Foram milhares de pessoas e de alunos que passaram por aqui e eu fico muito feliz. Aqui é um ponto de encontro da diversidade, da nossa cultura", destacou.

O investimento do Governo do Ceará em cultura e educação são prioridade, segundo o governador. "Mesmo com esse cenário difícil de recessão econômica, a gente enxerga na cultura uma econômia criativa. Só numa Bienal dessas são três mil pessoas trabalhando. Vemos então que a cultura gera oportunidade e transforma vidas. Sempre digo que educação e cultura são libertadoras. A gente tem focado isso. Desde o primeiro ano de governo temos focado nisso de ampliar os recursos para essas áreas", ressaltou.

Da 'carta branca' ao 'quem manda sou eu': o que mudou na relação de Bolsonaro e Moro

O presidente Jair Bolsonaro reafirmou neste sábado (24) o que tem dito nos últimos dias sobre o ministro da Justiça, Sergio Moro. Bolsonaro voltou a dizer que ele é o presidente e que ele pode vetar "qualquer coisa" que Moro fizer.

As declarações de Bolsonaro contrariam o que o presidente garantiu no ano passado quando comunicou a escolha de Sergio Moro para o ministério. Ainda em 2018, Bolsonaro disse que o futuro ministro teria "carta branca" para nomear e conduzir ações de combate ao crime organizado e à corrupção.

Procurado, Sergio Moro disse em nota que "o compromisso com o presidente Jair Bolsonaro de enfrentamento à corrupção e ao crime organizado permanece igual ao assumido no 01/11/2018 sem qualquer alteração".

Na manhã deste sábado, Bolsonaro foi questionado sobre o cumprimento de uma promessa feita quando convidou o então juiz Sergio Moro para assumir o Ministério da Justiça, em novembro do ano passado. Na ocasião, o recém-eleito Jair Bolsonaro disse que Moro teria "liberdade total" para comandar o ministério no combate à corrupção e ao crime organizado. Neste sábado, disse novamente que Moro precisa se submeter a ele.

"Ele ainda tem carta branca?", indaga um jornalista a Bolsonaro.

"Olha, [tem] carta branca, e eu tenho poder de veto em qualquer coisa, senão, eu não sou presidente. Todos os ministros têm essa ingerência minha e eu fui eleito para mudar. Ponto final", respondeu o presidente.

A "carta branca", autonomia para tocar o ministério, foi o argumento usado por Bolsonaro em novembro do ano passado para convencer o então juiz Sergio Moro a deixar 22 anos de carreira na magistratura.

"Conversamos por uns 40 minutos. Ele expôs, logicamente, o que ele pretende fazer caso seja ministro. Eu concordei com 100% do que ele propôs, não é? Ele queria uma liberdade total para combater a corrupção e o crime organizado e um ministério com poderes para tal. Eu até adiantei: quem sabe uma fração do Coaf dentro do Ministério da Justiça? A questão da segurança ir para a Justiça nós já tínhamos decidido, bem como as nomeações. Ele tem ampla liberdade para realmente exercer o teu trabalho lá", disse o presidente no ano passado.

No dia 4 de dezembro do ano passado, ainda durante a montagem do novo governo, o então presidente eleito Jair Bolsonaro garantiu autonomia a Moro para escolher inclusive o segundo e o terceiro escalões do Ministério da Justiça.

"O ministro Moro, como os outros, tem total liberdade pra escolher todo o seu primeiro, segundo, terceiro escalão", declarou Bolsonaro à época.

Assim, Sergio Moro indicou Maurício Valeixo, com quem trabalhou durante a Operação Lava Jato, diretor-geral da Polícia Federal. Juntos, os dois passaram a escolher os superintendentes da PF. Mas o que era "liberdade total" virou interferência sistemática. No último dia 16, sem o conhecimento da cúpula da Polícia Federal, Bolsonaro anunciou a troca do superintendente do Rio de Janeiro.
"O que eu fiquei sabendo: se ele resolveu mudar, vai ter que falar comigo. Quem manda sou eu. Deixar bem claro. Eu dou liberdade para os ministros todos. Mas quem manda sou eu", disse Bolsonaro.

Diante da reação negativa na Polícia Federal, com ameaça até de entrega de cargos, o presidente recuou momentaneamente. Mas, na última quinta-feira, Bolsonaro foi além e ameaçou trocar o diretor da Polícia Federal.

"Ele pode, o Valeixo pode querer sair hoje, não depende da vontade dele. E outra: ele é subordinado a mim, não ao ministro, deixar bem claro isso aí. Eu é que indico, está na lei, o diretor-geral. Agora, uma onda terrível sobre superintendência, 11 foram trocados, ninguém falou nada. Quando eu sugiro um cara de um estado para ir para lá, 'está interferindo'. Espera aí. Se eu não posso trocar um superintendente, eu vou trocar o diretor-geral, não se discute isso aí", afirmou o presidente.
Nesta sexta (23), a Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal divulgou uma carta em defesa da autonomia da instituição.

Os delegados afirmam que o presidente tem prerrogativa de indicar o diretor da PF e que respeitam a autoridade dele, mas "a Polícia Federal não deve ficar sujeita a declarações polêmicas em meio a demonstrações de força que possam suscitar instabilidades em um órgão de imensa relevância, cujos integrantes são técnicos, sérios, responsáveis, e conhecedores de sua missão institucional".
A carta dos delegados é uma reação contra o que consideram "pressões e tentativas de intervenção" na Polícia Federal.

O presidente passou por cima da autoridade do ministro Sergio Moro em outras ocasiões. Bolsonaro ignorou sugestões feitas pelo ministro da Justiça para o decreto das armas e revogou a indicação de uma suplente para o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária.
Bolsonaro interferiu até no Coaf, transferido para o Banco Central. O episódio levou à queda de um dos principais aliados de Moro na Lava Jato, o auditor Roberto Leonel, demitido da presidência do conselho, que passou a se chamar Unidade de Inteligência Financeira.

O jornal "O Globo" destaca que "o abalo da relação entre os dois começou a crescer há quase um mês, quando Moro foi ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, pedir que ele fizesse uma revisão da decisão em que restringiu o compartilhamento de relatórios do antigo Coaf com os ministérios públicos e a Polícia Federal. O movimento do ministro irritou o presidente Jair Bolsonaro."

(Portal G1)

sábado, 24 de agosto de 2019

Quatro estados pedem ajuda das Forças Armadas para combate a incêndios


O governo confirmou hoje (24) que os estados de Roraima, Rondônia, Tocantins e Pará pediram ajuda do Executivo federal para combater incêndios florestais. Segundo o Ministério da Defesa, cerca 44 mil militares das Forças Armadas estão continuamente na Região Amazônica e poderão ser empregados nas operações.

A confirmação foi feita pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante entrevista à imprensa. Salles participou de uma reunião na manhã deste sábado com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

Ontem (23), o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que autoriza o emprego das Forças Armadas para ajudar no combate aos incêndios na Floresta Amazônica. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) vale para áreas de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal.

Segundo o ministro da Defesa, a adesão dos governos locais é importante para que o trabalho de combate a crimes ambientais e a incêndios não se limitem às áreas federais.

"É importante a adesão dos governos senão nós vamos ficar limitados às áreas federais, que são as unidades de conservação e as terras indígenas. Já é alguma coisa, mas não é o suficiente. Tem que ser uma união de todos. Todo mundo ajudando é melhor", disse o ministro.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que os estados terão apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgãos que pertencem à pasta, para o combate aos incêndios.

"Não é possível desenvolver atividades de fiscalização sem o apoio estadual. Com a GLO Ambiental tenho certeza que, com envolvimento do Ministério da Defesa, das Forças Armadas, teremos muita efetividade naquilo que já vínhamos tentando fazer com muita força desde o início do ano", afirmou.
Segundo o Estado-Maior das Forças Armadas, que coordena as operações, as primeiras medidas foram tomadas neste sábado. Um helicóptero do Ibama e dois aviões de combate a incêndios serão enviados para Porto Velho.

A operação é coordenada por um centro de operações instalado no ministério.

(Agência Brasil)

Cariri Oeste terá implantação de Consórcio de Reciclagem do Lixo


Nesta sexta feira(23), o prefeito de Campos Sales Moésio Loiola participou no município de Araripe, da reunião que tem como objetivo a implantação do Consórcio  de Reciclagem do Lixo no Cariri Oeste.

Além de Moésio Loiola, o prefeito de Araripe Geovani Guedes recebeu o prefeito de Salitre, Rondilson Ribeiro; e os representantes de Antonina do Norte, Potengi  e Assaré, marceram presença e acertaram detalhes para o consórcio e ficou acertado que no próximo dia 28, o grupo se reunirá em Fortaleza com representantes de todos  os municípios do Estado, afim de começar  o processo de coleta  seletiva  em 2020.

Iguatu ganha Areninha


A areninha da cidade de Iguatu foi entregue ontem (23) à população pelo governador Camilo Santana, que teve ao seu lado o secretário do Esporte e da Juventude do Ceará, Rogério Pinheiro, e do secretário executivo de Proteção Social, Francisco Ibiapina. Este foi o 59⁰ campo inaugurado pelo Governo do Ceará por meio do maior programa de esportes do Estado, que irá levar pelo menos uma areninha dessa para todas as cidades cearenses.

O equipamento, construído pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), recebeu investimentos de aproximadamente R$ 1,6 milhão, sendo 70% financiados pelo Estado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), 20% do Tesouro Estadual e outros 10% de contrapartida do município. A partir de agora, a Prefeitura fica responsável pela manutenção do espaço.

Camilo Santana enfatizou o leque de benefício que o equipamento leva para a comunidade. "Para enfrentar o problema da violência nós estamos trabalhando com o fortalecimento policial, com tecnologia, inteligência. Por outro lado, temos que trabalhar a prevenção com educação e o esporte. Esse é um equipamento importante, fruto de um política pública que estamos implantando e que tem vários objetivos, como dar oportunidade para a juventude, as crianças. Aqui, vamos ter monitores para que funcionem escolinhas o dia inteiro. Vamos estar selecionando os monitores até setembro e fornecer material esportivo, que é para incentivar essa cultura", explicou o governador.

Há cerca dois anos o Governo do Ceará começou a levar areninhas para o interior do estado e devido ao sucesso inicial decidiu transformar o trabalho em um programa, que vai construir pelo menos um equipamento desse em cada município cearense. Ao todo, serão 226 areninhas instaladas nos próximos anos. As areninhas são espaços urbanizados com gramado sintético, bancos de reserva, alambrados, rede de proteção, vestiários, depósito para materiais esportivos, iluminação, rampa de acesso para cadeirantes, paisagismo e pavimentação.

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

IFCE-Crato encerra I Simpósio de Zootecnia do Cariri com entrega de premiação


Nesta sexta-feira (23), o Instituto Federal do Crato encerrou o I Simpósio de Zootecnia do Cariri Cearense. O evento proporcionou palestras na área da Zootecnia, além de uma Feira da Agricultura Familiar.
Ao todo, 31 trabalhos acadêmicos foram inscritos e apresentados por graduandos e mestrandos do Ceará, Piauí e Pernambuco, divididos nos setores de  Nutrição e Produção de Ruminantes e Não Ruminantes; Tecnologia de Produtos de Origem Animal, Ambiência, Bioclimatologia, Bem-estar  e Etologia;  Forragicultura e Pastagens, Melhoramento e Reprodução Animal.


A premiação para os  melhores trabalhos contou com a entrega de medalhas e menção honrosas para os três autores vencedores de cada cada área.

A aluna do 10º Semestre do Curso de Zootecnia do IFCE-Crato, Victoria Athina de Almeida Pinto, foi destaque com a segunda colocação obtida com o trabalho apresentado  sobre Nutrição e Produção de Não Ruminantes, com o título: "Aspectos Sanitários e Nutricionais em Fábrica de Rações para Aves e Suínos no Município de Juazeiro do Norte-CE"


SSPDS prepara mega esquema de segurança para Ceará x Flamengo, no Castelão


Neste domingo (25), Ceará e Flamengo entram em campo em jogo válido pela 16ª rodada da competição. Com a promessa de grande público no estádio Castelão, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) organizou um plano de segurança para assegurar a tranquilidade para a realização do evento esportivo. No total, serão empregados 465 profissionais da segurança pública.

A ação contará com a participação de profissionais das Polícias Militar do Ceará (PMCE), Civil do Estado do Ceará (PCCE), do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE) e ainda da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) – da SSPDS; além de forças amigas, como a Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e também da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). No total, 465 profissionais das forças de segurança do Estado trabalharão no evento. Destes serão 417 policiais militares; 16 policiais civis e 32 bombeiros militares.

Pela Polícia Militar do Ceará (PMCE), 240 agentes de segurança foram designados para atuarem na área interna do estádio, enquanto 177 atuarão na parte externa da arena esportiva e serão destacados nos terminais de ônibus da Capital. Entre as composições empregadas estão as das unidades especializadas, como o Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), do Comando de Policiamento de Choque (CPChoque), do Batalhão de Polícia de Meio Ambiente (BPMA) e do Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE).

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) terá 16 profissionais no evento esportivo, sendo um delegado, quatro escrivães, 10 inspetores e um técnico. Eles trabalharão no posto avançado que fica no interior da Arena Castelão. Pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), serão mobilizados 32 profissionais. A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) realizará sobrevoos nas áreas próximas ao evento, com o intuito de identificar e sinalizar eventuais tumultos.

Após "puxão de orelha" do PSDB, deputado Nelinho se contradiz e agora afirma que pode vir a ser pré-candidato em Juazeiro


Após levar um "puxão de orelha" da cúpula estadual do PDSB, o deputado Nelinho Freitas correu atrás da imprensa estadual para se contradizer sobre o que ele mesmo havia informado na última quarta-feira (21), a uma emissora de rádio de Juazeiro do Norte.

Naquela oportunidade, o deputado com raízes familiares e políticas em Russas, havia anunciado na emissora local que sua pré-candidatura a prefeito em Juazeiro do Norte, ainda seria avaliada e que seria cedo para tomar uma decisão definitiva sobre eleição para prefeito. Porém, no início desta semana, a cúpula da sigla havia divulgada a participação de Nelinho pleito de 2020, por entender ser o jovem deputado um "bom nome" para Juazeiro.

Divulgado aqui no blog em primeira-mão, a notícia ganhou repercussão estadual e incomodou a direção estadual do partido, que por sua vez, cobrou uma resposta rápida do deputado.

No mesmo dia (21), Nelinho mesmo em Brasília, dedicou boa parte de seu tempo para se retratar juntos aos seus eleitores em Juazeiro do Norte. Ligou e fez contato com emissoras de rádio locais e assim agiu até ontem (22).

Ainda nesta sexta-feira (23), um site da capital ainda repercutiu o desmentido do deputado e o coloca com nome certo do PSDB para a disputa em Juazeiro.

Sem conhecimento nenhum da política do Cariri, especialmente de Juazeiro, o site ainda coloca o prefeito Arnon Bezerra no centro da questão, ao afirmar que "preocupado" com o nome de Nelinho, o prefeito Arnon se alia a antigos adversários como o ex-prefeito e ex-deputado Manoel Salviano.

Esqueceu, porém de informar que Salviano está politicamente aposentado e sem votos.

Portanto, o ex-prefeito não é adversário de ninguém.

Banco do Nordeste e Embrapa firmam parceria para plataforma de inteligência do Semiárido


Subsidiar a elaboração de políticas públicas e privadas para o Semiárido Nordestino. É com este objetivo que o Banco do Nordeste firma convênio com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Territorial, nesta sexta-feira (23), em Brasília (DF). A iniciativa visa estruturar o Sistema de Inteligência, Gestão e Monitoramento Territorial Estratégico (SITE) para a Região, com foco no desenvolvimento sustentável da agropecuária. 

O BNB financiará os estudos com aplicação de R$ 1,5 milhão, por meio do Fundo de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e de Inovação (Fundeci). Os recursos apoiarão pesquisas e estudos, com vistas à melhoria da produtividade dos setores econômicos, de modo a potencializar negócios. O projeto será realizado ao longo de 12 meses.

“É parte de nossa missão empresarial promover o desenvolvimento regional e fazer isso refletir na competitividade das empresas e no bem-estar das famílias de nossa área de atuação. Sendo assim, um projeto como este carrega em si o DNA do que nos move como o banco de desenvolvimento do Nordeste. Portanto, acreditamos que este investimento trará grande retorno social e econômico. É um orgulho, unirmo-nos à Embrapa para potencializar os resultados do agronegócio de todos os portes no Semiárido nordestino”, afirma o presidente do BNB, Romildo Rolim.

O Site estará disponível a acesso público. A ferramenta apoiará ações das secretarias do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e demais instituições públicas e privadas. A plataforma digital organizará, com base no conhecimento científico, informações georreferenciadas e analíticas dos quadros natural, agrícola, agrário, de infraestrutura e socioeconômico, identificadas por meio de métodos de inteligência territorial. Para cada uma das oito microrregiões prioritárias, serão indicadas soluções tecnológicas e não tecnológicas disponíveis para os principais desafios de inovação, em colaboração e compartilhamento com as unidades da Embrapa da Região.

Conforme afirma o chefe-geral da Embrapa Territorial, Evaristo de Miranda, apesar do acervo de informações disponíveis sobre o Semiárido nordestino ser um dos maiores do País, os dados são temáticos e setoriais. Com a estruturação do SITE, ele reforça, será possível integrar e analisar todas as informações em uma única base de dados. “Vamos tratar de todas as informações de forma integrada e na perspectiva de análise territorial. Será um sistema inédito, com análises importantes para o desenvolvimento da agricultura de sequeiro no Semiárido, entre outras possibilidades”, afirma.

Para Miranda, o desenvolvimento da agricultura de sequeiro no Semiárido nordestino ainda é um grande desafio para o País. Os dados do Censo Agropecuário de 2006 e 2017 revelam um declínio de 30% na atividade agropecuária na Região. “É preciso viabilizar soluções de pesquisa, desenvolvimento e inovação em inteligência para a sustentabilidade da agropecuária no bioma Caatinga”, declara Miranda.

Entre as entregas do sistema está também caracterizar a repartição territorial da concentração e da densidade de 74 produtos agropecuários em 120 microrregiões, além de quantificar, caracterizar e espacializar os níveis de renda bruta dos estabelecimentos agropecuários situados na área delimitada.
 (Assessoria do BNB)

Procuradores e promotores de Justiça promoveram ato contra o PL do abuso de autoridade


Procuradores e promotores de Justiça do Ministério Público do Ceará (MPCE) realizaram um ato público contra o Projeto de Lei 7596/2017, que dispõe sobre os crimes de abuso de autoridade, às 12h desta sexta-feira (23), no pátio da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ). Estiveram presentes o procurador-geral de Justiça, Plácido Rios, além de, aproximadamente, 100 membros do MPCE.

“Tivemos um assombro quando um Projeto de Lei que dormitava desde 2015, de uma hora para outra, por meio de um acordo entre os partidos políticos, foi votado à sorrelfa. O MP, a magistratura, a Polícia brasileira jamais serão a favor de qualquer abuso. Uma autoridade que abusa do seu poder, não está respeitando as balizas desse mesmo Estado. Portanto, não somos a favor de abusos. Mas este Projeto de Lei vem na contramão do trabalho que têm sido feito no combate à corrupção e à criminalidade, e exatamente quando o Estado brasileiro precisa ser fortalecido”, disse Plácido Rios.

O ato público foi promovido pelo MPCE em conjunto com a Associação Cearense do Ministério Público (ACMP), com apoio da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), a Associação dos Magistrados do Trabalho (Amatra), a Associação Cearense de Magistrados (ACM), a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF).

Ainda está prevista a realização de um panfletaço no sábado (24), às 8h30, na Praça do Ferreira, em Fortaleza. Outras ações aconteceram na quinta-feira (22/08), no Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza, e no Fórum Desembargador Juvêncio Joaquim de Santana, em Juazeiro do Norte.

Tombamento: Antonina do Norte terá lugar reconhecido como patrimônio histórico e cultural pelo Governo Federal.


A reunião de apresentação do relatório colaborativo de reconhecimento de potencial histórico e do patrimônio cultural da área denominada “Guerrilhas”, no município de Antonina do Norte, ocorreu na quinta-feira, 22, no auditório da Secretaria de Cultura, Meio Ambiente e Lazer.

O encontro contou a presença dos arqueólogos Agnelo Queirós e Mikael Correia para apresentar a sociedade o relatório de cadastro da localidade “GUERRILHAS”, situada no município de Antonina do Norte, como Sítio Histórico e Arqueológico tombado junto ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

A localidade é lugar de memória e guarda vestígio de trincheiras e montículos de pedras de conflitos armados que aconteceram nos anos de 1817 na Insurreição Pernambucana, em 1824 na Confederação do Equador e em 1832 na Revolta de Pinto Madeira.

Esse reconhecimento é uma oportunidade ímpar para projetar o município a nível estadual, nacional e internacional.

Com isso, vai possibilitar o desenvolvimento de turismo sustentável visando uma visita onde o turista tentará causar um impacto positivo no meio ambiente, na sociedade e na economia. Vislumbrando ainda o desenvolvimento da pesquisa científica e parcerias com instituições e universidades que já apresentaram o interesse em conhecer a localidade.

(Blog do Flaviano Oliveira)

Polícia Federal e Força Nacional prendem no Ceará líder de facção criminosa nacional


Cearense apontado como líder local de facção criminosa com atuação nacional foi preso nesta sexta-feira, 23, em Pindoretama, na Região Metropolitana de Fortaleza. A prisão foi realizada pela Força-Tarefa de Enfrentamento a Facções Criminosas, da qual fazem parte Polícia Federal e Força Nacional de Polícia Judiciária.

O homem não teve identidade divulgada pela Polícia Federal. Na residência, foram encontrados aparelhos de telefone celular, documentos e um revólver municiado.

O homem foi conduzido à sede da Polícia Federal do Ceará, em Fortaleza. Além da acusação de integrar facção, ele foi autuado em flagrante pot posse ilegal de arma de fogo.
As investigações prosseguem em busca de outros foragidos.

(Assessoria de Imprensa da Polícia Federal)

Depois de líderes europeus, governo dos EUA se diz 'profundamente preocupado' com incêndios na Amazônia


O governo americano está "profundamente preocupado" com os incêndios na Amazônia, disse nesta sexta-feira (23) uma autoridade da Casa Branca, conforme cresce a preocupação internacional com o número de queimadas na região neste ano.

O funcionário do governo afirmou que os americanos estão preocupados com o "impacto dos incêndios na floresta amazônica sobre as comunidades, a biodiversidade e os recursos naturais da região".

Líderes se manifestam

A manifestação dos EUA acompanha a fala de outros líderes que comentaram o assunto desde esta quinta-feira. Angela Merkel, da Alemanha; Emmanuel Macron, da França; Boris Johnson, do Reino Unido; e Justin Trudeau, do Canadá, se pronunciaram diretamente ou por meio de porta-vozes.
Mas, desta vez, ainda que feita por um funcionário não identificado da Casa Branca, a manifestação vem de uma potência mais alinhada com o governo de Jair Bolsonaro, que tem rebatido as críticas à situação na floresta amazônica.

Nesta quinta-feira, Bolsonaro respondeu os comentários de Macron de que a cúpula do G7 precisa discutir a "crise internacional" das queimadas na Amazônia afirmando que o francês "evoca mentalidade colonialista descabida no século XXI".

O governo de Angela Merkel também trata os incêndios na Amazônia como um tema de interesse internacional. “A magnitude dos incêndios é preocupante e ameaça não só o Brasil e os outros países afetados, mas também o mundo inteiro”, disse Steffen Seibert, representante de Merkel.

De acordo com o gabinete do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, ele vai dizer no encontro de cúpula do G7 que é preciso renovar o foco na proteção da natureza.

(Portal G1)

MPCE requer bloqueio de bens e afastamento de prefeito e de secretários de Santa Quitéria por improbidade administrativa


O Ministério Público do Estado do Ceará ingressou com Ação Civil Pública (ACP), nesta sexta-feira (23), em desfavor do prefeito de Santa Quitéria, Tomás Antônio Albuquerque de Paula Pessoa, e de outros agentes públicos, por atos de improbidade administrativa. Na ACP, o MPCE requer a indisponibilidade de bens dos envolvidos e o afastamento dos respectivos cargos públicos.

Além do gestor municipal, a Ação foi ajuizada em face dos secretários municipais Alexandre Parente Paiva, Antônio Carlos Ferrer Cavalcante e Sandra Silva Araújo; dos servidores públicos Edileuza de Albuquerque Fernandes e Sebastião Heli Rodrigues Martins; dos advogados Antônio Ednaldo Andrade Ferreira e Felipe Chrystian Paiva Ferreira; e das empresas GB Locações e Serviços EIRELI ME e Francisco das Chagas Damasceno ME.

Após instauração de procedimento administrativo, a Promotoria verificou inúmeras irregularidades dentro da licitação para locação de transporte universitário e da prestação do serviço contratado, o que estima-se já ter onerado os cofres públicos a quantia de R$ 1.050.000,00 até a presente data.

Segundo a promotora de Justiça Marina Romagna Marcelino, constatou-se que os ônibus que prestam o serviço, além de fazerem parte da frota dos veículos disponibilizados pelo Programa Caminho da Escola, estão em péssimo estado de conservação: não possuem cintos de segurança; são equipados com bancos quebrados, rasgados, sujos e com pneus sem condições de uso e enferrujados; possuindo, em muitos casos, a fiação exposta, colocando em risco a segurança dos universitários. Observou-se, ainda, que os veículos homologados no contrato para a prestação do transporte nunca foram disponibilizados aos estudantes.

“A ação é fruto do descaso a que os universitários quiterienses são submetidos no que diz respeito a: superlotação, irregularidades nos itens de segurança, circulação com veículos possuindo inúmeras multas registradas no Detran, péssimas condições de trafegabilidade dos ônibus, além da total desconformidade com o Código de Trânsito Brasileiro e o próprio Edital de Licitação publicado”, detalha a promotora.

O Ministério Público pleiteia, ainda, a suspensão imediata da execução do contrato e eventuais aditivos, bem como a disponibilização urgente de ônibus universitários nos termos contratados que atendam rigorosamente as condições fixadas nas normas de segurança.

Neste sábado (24) - Governador inaugura novas instalações da sede regional do Detran em Iguatu


O governador Camilo Santana inaugura neste sábado (24), às 9 horas, as novas instalações da sede da Unidade Regional do Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Ceará (Detran-CE), em Iguatu. O equipamento, que conta também com a pista de exame de direção e área para vistoria de veículos. O investimento foi de R$ 1,2 milhão numa área total construída de 3.620m² e que atende a uma população de aproximadamente 482 mil pessoas.

Atualmente, o Detran conta com 15 sedes regionais em todo o estado. A regional de Iguatu atende outros 15 municípios: Acopiara, Baixio, Carius, Catarina, Cedro, Icó, Ipaumirim, Jucás, Lavras da Mangabeira, Orós, Piquet Carneiro, Quixelô, Saboeiro, Umari e Várzea Alegre. Ao todo, os 16 municípios reúnem uma frota de mais de 165 mil veículos e um universo de mais de 62 mil portadores de Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Serviço

Inauguração das novas instalações da Sede Regional do Detran
Local: Av. Rotary Club de Iguatu, 1941, João Paulo II – Iguatu/CE
Data: 24/08
Horário: 9h

PSL-CE foca na capacitação de filiados visando as eleições municipais de 2020


Se a meta é a renovação política no Ceará, o diretório do PSL no estado está fazendo a sua parte. Na campanha de filiação, realizada no último dia 17, o presidente regional do partido, o deputado federal Heitor Freire, anunciou que os membros poderão se beneficiar, por exemplo, com o Programa de Preparação de Candidatos.

"Buscamos sangue novo na política do nosso estado. Pessoas que verdadeiramente queiram se juntar a nós e trabalhar para mudar a realidade do Ceará, que está entregue ao descaso há anos. A população pede socorro nas áreas prioritárias como a Saúde, Educação e Segurança Pública. Vamos dar um basta à farra da esquerda no Ceará, vamos renovar!", declarou o parlamentar.

O Programa de Preparação de Candidatos vai dar suporte aos filiados do PSL Ceará e das demais comissões provisórias municipais com informações e capacitação para os que pleiteiam cargos nas esferas executiva e legislativa da política. Segundo Heitor Freire, o objetivo é atingir o maior número possível de candidatos eleitos para prefeituras e câmaras de vereadores nas eleições de 2020.

"Não queremos sair por aí lançando candidaturas, queremos capacitar pessoas, deixá-las preparadas e seguras para poderem conversar melhor com o eleitorado e apresentar em suas bases propostas que sigam a linha do nosso partido, vamos deixar os filiados prontos para atuar na política com ética, respeito e compromisso, sempre trabalhando em benefício de todos os cearenses", afirmou Heitor Freire.

Para que as atividades do diretório do PSL no Ceará sejam conduzidas de forma mais transparente e profissional, a legenda adotou a implementação do Programa de Compliance e Integridade Partidária. De acordo com o consultor legislativo Luiz Cesar Lopes, o compliance é um mecanismo de proteção e integridade para os filiados e que ainda colabora no combate à corrupção.

"Com o compliance o cumprimento da legislação é mais rigoroso, além da aplicação de princípios éticos nas tomadas de decisões. As informações ficam mais acessíveis e transparentes. É um mecanismo que vem conquistando espaço nas relações com a administração pública para reduzir riscos, prevenir comportamentos irregulares ou ilegais, entre outros efeitos positivos", explicou Luiz Cesar, que complementou:

"O compliance aumenta a produtividade, melhora o ambiente organizacional e a qualidade de decisões, promovendo uma gestão mais eficiente e de excelência", garantiu o consultor legislativo.

Na Câmara Federal, o deputado Heitor Freire também apresentou projeto de lei para combater a corrupção na política. O texto do PL sugere o cancelamento da inscrição do partido político que, comprovadamente, tenha atuado como organização criminosa, possua vínculo com uma facção, ou tenha se beneficiado de atividades ilícitas.

"Não adianta somente processar e julgar os agentes corruptos, sejam eles públicos ou particulares. É necessário extinguir os partidos políticos que se envolvam com práticas criminosas e que contribuam para que a corrupção continue sendo um dos piores males do nosso país", afirmou o deputado federal Heitor Freire, que ainda é autor de projeto de lei que propõe a criação da Secretaria Especial de Desesquerdização da Administração Pública.

Foto: Carlos Bentivi (crédito obrigatório) - Campanha de filiação ao PSL no Ceará: diretório oferece programa para capacitar membros na área política

Com saldo de 43.820 vagas, Brasil tem quarto mês positivo seguido no Caged


Pelo quarto mês consecutivo, o emprego formal cresceu no Brasil. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira (23) mostram a abertura de 43.820 vagas de trabalho com carteira assinada em julho, um crescimento de 0,11% em relação ao estoque de junho.

Também houve crescimento no emprego se considerados os resultados dos sete primeiros meses deste ano. De janeiro a julho foram abertas 461.411 vagas formais, variação de 1,20% sobre o estoque. Em 2018, no mesmo período, as novas vagas tinham somado 448.263.

Nos últimos 12 meses, o saldo ficou positivo em 521.542 empregos, variação de +1,36%. Assim como no acumulado do ano, os últimos 12 meses tiveram crescimento maior do que no período anterior. Em 2018, o saldo tinha ficado positivo em 286.121 vagas.

O secretário de Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo, destaca que os dados do Caged revelam que houve crescimento do emprego formal nos sete primeiros meses do ano, superior ao mesmo período do ano anterior. No mês, o destaque foi para o setor da construção civil, que apresentou resultados melhores que nos meses anteriores, reflexo de investimentos recentes no setor, especialmente no estado de Minas Gerais.

“Consideramos que o mercado de trabalho tem apresentado sinais de recuperação gradual, em consonância com o desempenho da economia. O governo vem adotando medidas de impacto estrutural e esperamos reflexos positivos no mercado de trabalho, na medida do aprofundamento das reformas”, disse Dalcolmo.


Setores

Dos oito setores econômicos, sete contrataram mais do que demitiram em julho. O saldo ficou positivo na Construção Civil, Serviços, Indústria de Transformação, Comércio, Agropecuária, Extrativa Mineral e Serviços Industriais de Utilidade Pública. Apenas Administração Pública descreveu saldo negativo.

Principal destaque do mês, a Construção Civil teve saldo de 18.721 novos postos de trabalho. Os subsetores de construção de rodovias e ferrovias, principalmente em Minas Gerais e Pará; construção de edifícios, especialmente em São Paulo e Pará; e obras para geração e distribuição de energia elétrica e para telecomunicações, sobretudo em Minas Gerais e Bahia, foram os maiores contribuidores para o resultado.

O setor de Serviços fechou o mês com saldo de 8.948 postos de trabalho, principalmente devido à comercialização e administração de imóveis; serviços médicos, odontológicos e veterinários; e instituições de crédito, seguros e capitalização.

Indústria de Transformação, que teve acréscimo de 5.391 vagas formais, deve esse resultado principalmente à indústria de produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico; indústria mecânica; e indústria química de produtos farmacêuticos, veterinários e perfumaria.


Desempenho regional

Todas as regiões do Brasil tiveram crescimento no mercado formal de trabalho em julho. O maior saldo foi na região Sudeste, com 23.851 vagas de emprego com carteira assinada, crescimento de 0,12%. Em seguida, vêm Centro-Oeste (9.940 postos, 0,30%); Norte (7.091 postos, 0,39%); Nordeste (2.582 postos, 0,04%) e Sul (356 postos, 0,00%).
Das 27 unidades da federação, 20 terminaram julho com saldo positivo no emprego. A maior parte das vagas foi aberta em São Paulo, onde foram criados 20.204 postos de trabalho; Minas Gerais, com 10.609 novas vagas, e Mato Grosso, que teve saldo positivo de 4.169 postos.

Os piores resultados foram Espírito Santo, onde foram fechadas 4.117 vagas, Rio Grande do Sul, com 3.648 postos a menos e Rio de Janeiro, que fechou julho com saldo negativo de 2.845 postos.


Modernização Trabalhista

Do saldo total de julho, 6.286 vagas foram resultado da modernização trabalhista, número equivalente a 14,34% do total. A maior parte destes empregos veio na modalidade intermitente, que teve saldo de 5.546 postos, principalmente em ocupações como alimentador de linha de produção, servente de obras e faxineiro. Na categoria de trabalho em regime de tempo parcial, foram 740 vagas, em ocupações como faxineiro, auxiliar de escritório e operador de caixa.

Em julho de 2019, houve18.984 desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado, envolvendo 13.918 estabelecimentos, em um universo de 12.592 empresas. Um total de 45 empregados realizou mais de um desligamento mediante acordo com o empregador.

Fernando Santana está no Cariri e fala sobre ações do seu mandato


O primeiro vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Fernando Santana está de volta ao Cariri. E nesta manhã de sexta-feira (23), Fernando concede  entrevista ao jornalista Roberto Crispim, na Rádio Iracema de Juazeiro do Norte, onde o parlamentar fez apresentação de suas ações na Assembleia Legislativa, bem como explicou motivos da paralisação temporária de algumas obras do estado na região.

"Essas obras são conveniadas com o governo federal, que por sua vez, contingenciou verbas, ou seja, cortou o repasse, fazendo com que essas obras parassem momentaneamente. No tocante as obras do governo do estado, essas estão sendo tocadas normalmente, com exceção de algumas poucas que estão na Justiça", explicou.


Fernando Santana passa este fim de semana no Cariri e cumpre extensa agenda de visitas a vários municípios.

Ainda no estúdio da Iracema, Fernando Santana anunciou que seu mandato trabalha para assegurar saneamento básico em alguns municípios do Cariri, tais como: Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Santana do Cariri. "Só Juazeiro tem aporte de pouco mais de R$ 478 milhões, junto a Cagece", explicou.

Secretário do Desenvolvimento Agrário, Carlos Freire e vereador Pedro Lobo incentivam a criação de cabras leiteiras na agricultura familiar


A Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos (SMDARH) do Crato, por meio do gestor Carlos Freires, ao lado do vereador Pedro Lobo, participou visita técnica na tarde da última quarta-feira, 21, com os criadores de cabras leiteiras do Sítio Pinheiro, na comunidade Aliança da Misericórdia, no município de Barbalha.

Na oportunidade, Freires e Lobo estiveram acompanhado dos criadores de cabras leiteiras de Alfenas (MG), Fábio Bezerra.

A visita teve o objetivo de conhecer o trabalho de caprinocultura de leite e trabalhar na perspectiva de criar um mesmo projeto no município, bem como a produção de queijos e derivados.
A proposta do projeto para o município do Crato é incentivar a criação dos produtos da caprinocultura e inserir na agricultura familiar, visando beneficiar, principalmente, as crianças com intolerância a lactose, haja vista que o leite de cabra é um produto diferenciado, que se adapta melhor a essas necessidades.

De acordo com Carlos, o projeto tem um grande valor social e traz resultados positivos para as famílias da agricultura familiar. “A ideia é fazer parceria com alguns agricultores no município do Crato para ser realizado um projeto piloto e iniciar a criação de cabras leiteiras, visando um melhoramento genético apropriado para condição de ser leiteiro e inserir o produto no PAA Leite”, disse o secretário.

(Com informações da Assessoria de Imprensa)

Centro de Controle de Zoonoses promove evento de adoção de animais nesta sexta-feira, 23


A Prefeitura de Juazeiro do Norte, por meio Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e com o apoio do Núcleo de Mobilização Social da Secretaria da Saúde, promoverá nesta sexta-feira (23), uma ação itinerante na Praça do Memorial Padre Cícero, de 8h às 11h.

Serão disponibilizados cães e gatos para adoção responsável. Haverá ainda aplicação de vacina antirrábica e orientações veterinárias.

Para adotar é preciso ser maior de idade, apresentar um documento de identificação e comprovante de residência. O interessado passará por uma entrevista, e se estiver apto à adoção vai obter informações sobre posse responsável.

Os eventos de adoção acontecem para possibilitar que os animais que não estejam doentes possam deixar o CCZ, já que o mesmo não funciona como abrigo para animais saudáveis.
Nos eventos anteriores mais de 100 animais já foram adotados. Os cães e gatos foram capturados nas ruas e após uma triagem foi reconhecido pelo médico veterinário que eles não possuem zoonoses.

(Assessoria de Imprensa)