Banner Governo do Estado

quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Camilo Santana é o cabo eleitoral disputado em Fortaleza por petistas e pedetistas


O governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (29), ao lado do prefeito Roberto Cláudio, destacou que possui uma parceria administrativa com o chefe do Poder Executivo de Fortaleza, e foi mais além: confirmou a aliança política com o PDT.


As falas do governador acontecem um dia após a deputada federal Luizianne Lins tentar colar sua imagem a do colega petista, que tende a ficar neutro no primeiro turno da disputa eleitoral deste ano na Capital cearense.


Na tarde de segunda-feira (28), em suas redes sociais, a candidata do PT publicou imagem dela ao lado de Camilo Santana com a frase: “O povo defende o PT porque é o PT que defende o povo. O nosso olhar é voltado para quem precisa de uma gestão inclusiva, popular e participativa. Camilo Santana tem colocado isso em prática e nós vamos seguir fazendo no âmbito municipal”.


Como Camilo é membro do Partido dos Trabalhadores, não há qualquer impedimento legal para que a petista utilize a imagem do chefe do Poder Executivo estadual em sua campanha; ainda que publicamente e nem oficialmente o governador tenha declarado apoio a Luizianne. Ele também não o fez para Sarto, o candidato do PDT. Mas suas falas sobre aliança com Roberto Cláudio e a sigla pedetista são a resposta para quem tinha qualquer dúvida sobre a força do petista no pleito de Fortaleza.


Camilo Santana passou a ser o cabo eleitoral disputado por petistas e pedetistas, e que tem incomodado a oposição. Tanto o é que Capitão Wagner (PROS) entrou com uma ação na Justiça Eleitoral para impedir o impulsionamento de publicações no Facebook em que Sarto aparece ao lado de Roberto Cláudio e de Camilo Santana.


O juiz Ademar da Silva Lima, da 2ª Zona Eleitoral de Fortaleza, determinou que o Facebook retire do ar propaganda de Sarto, impulsionada a partir de um perfil anônimo. Segundo a decisão, “conforme prova acostada, a divulgação está como patrocinada, a indicar a contratação de impulsionamento eletrônico, sem mencionar que tem conteúdo idêntico (imagens e texto) a outras publicadas com patrocínio. Demais disso, na postagem não se menciona expressamente que se trata de propaganda eleitoral, o que viola o contido no art. 29, § 5º, da Resolução TSE nº 23.610/19”.


Na solicitação, a coligação encabeçada por Wagner afirma que “tal publicação possui sinalização de patrocínio, conferindo-lhe visibilidade ilegal ao conteúdo, com o intuito de propiciar vantagem ao segundo representado”. De acordo com a denúncia, a postagem impulsionada foi do candidato Sarto com o prefeito Roberto Cláudio e com o governador Camilo Santana. Criada em 18 de setembro de 2020, o perfil possui apenas cinco postagens, duas delas da propaganda citada.


Facebook


O magistrado determinou que as postagens sejam retiradas do ar em 24 horas, sob pena de multa de R$ 1 mil por hora ou fração inferior de descumprimento. Além disso, determinou que o Facebook apresente no prazo de 2 (dois) dias, os dados cadastrais da usuária Larissa Titara relativos a seu endereço e qualificação, bem como para que acoste relatório completo de impulsionamento de postagens idênticas.


A Coligação entrou com outras 23 ações, todas com propaganda irregular do candidato Sarto impulsionadas a partir de perfis pessoais criados recentemente e que mostram Roberto Cláudio, Sarto e Camilo Santana lado a lado.

(Blog do Edison Silva)

Popularidade


Logo após as falas de Camilo Santana, na manhã desta terça-feira (29), o perfil do Partido dos Trabalhadores do Ceará, nas redes sociais, publicou uma imagem com vários rostos de Camilo e Luizianne juntos com a mensagem “Luizianne e Camilo”, com o número da legenda.


Camilo foi eleito em 2018 com mais de 80% dos votos e tem sido um dos governadores bem avaliados no trato com a pandemia do novo coronavírus, apesar de o Ceará se encontrar na terceira posição entre os estados com mais mortos em todo o País. Com popularidade em alta, o petista tem sido, por enquanto, o cabo eleitoral preferido de petistas e pedetistas.

Últimas notícias