Banner Governo do Estado

sábado, 26 de setembro de 2020

Celso de Mello antecipa aposentadoria do STF para 13 de outubro

O ministro Celso de Mello, decano do STF (Supremo Tribunal Federal), notificou a presidência do tribunal de que vai antecipar a sua aposentadoria para 13 de outubro. O aviso antecipa a saída de Mello em 19 dias --o ministro se aposentaria compulsoriamente em 1º de novembro, quando completa 75 anos.

A aposentadoria do decano abre a 1ª vaga no STF a ser indicada pelo presidente Jair Bolsonaro. O presidente terá a prerrogativa de escolher ao menos mais um ministro para a Corte por conta da aposentadoria obrigatória de Marco Aurélio Mello em 12 de julho de 2021.

Bolsonaro chegou a declarar que, durante seu mandato, colocaria ao menos um ministro "terrivelmente evangélico" para a Corte.

Celso de Mello esteve afastado do Supremo nos últimos dias. Em 19 de agosto, tirou licença médica para um tratamento de saúde. Retomou as atividades nesta sexta-feira (25 set), dia em que fez o anúncio de que iria adiantar a aposentadoria.

Últimas notícias