Banner Governo do Estado

RADIO

terça-feira, 1 de setembro de 2020

Liderança da Minoria na Câmara dos Deputados emite nota sobre corte no Auxílio Emergencial


A redução do auxílio emergencial pela metade representa um duro golpe para a população mais pobre do país. É inaceitável que o governo Bolsonaro pague apenas R$ 300 nos próximos quatro meses.

A diminuição vai causar um impacto deveras negativo na renda de famílias das cidades pequenas e das periferias das metrópoles.

Quando os partidos de oposição assumiram o compromisso de aprovar os R$ 600 ainda no início da pandemia, estávamos cientes não só da necessidade do benefício para os mais vulneráveis, mas também do impacto econômico que o auxílio causaria em um momento de fragilidade financeira no país.

A movimentação da economia, ainda que minimamente, foi evidente nos últimos meses. O auxílio ajudou que mais brasileiros tivessem comida na mesa e fez com que pequenos negócios não sucumbissem
O corte é um ataque à vida humana. Lutaremos até o último minuto para alterar a Medida Provisória anunciada hoje de manhã e garantir o pagamento dos R$ 600 até o fim de 2020.

José Guimarães (PT-CE)
Líder da Minoria na Câmara

Últimas notícias