Banner_head Governo do Estado

Banner_head Câmara

sexta-feira, 18 de junho de 2021

Justiça cassa diplomas de dois vereadores de Pentecoste, acusados de compra de votos


Os vereadores Daniel de Castro (PDT) e Pastor Vaumir Gonçalves (PDT), do município de Pentecoste, no Vale do Curu, a 80 quilômetros de Fortaleza, tiveram os diplomas cassados por captação ilícita de sufrágio e abuso de poder econômico. A decisão é do juiz eleitoral da 50ª Zona, Wallton Pereira de Souza Paiva, e atende a duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJEs) do Ministério Público Eleitoral (MPE). Cabe recurso.

O promotor eleitoral Jairo Pequeno Neto, autor das ações, aponta que o pastor evangélico e então candidato Vaumir Gonçalves, valendo-se da posição de coordenador do Projeto Pró-Futuro, distribuiu cestas básicas e prometeu vantagens às famílias carentes assistidas pela ONG (Organização Não Governamental), em troca de votos e de sua promoção pessoal.

Dias antes das eleições, o MP apreendeu cerca de cinco toneladas de alimentos que estavam sendo armazenados pelo pastor, no prédio da organização, para distribuição como forma implícita de compra de votos. Na época, a Justiça Eleitoral acatou requisição do Ministério Público e distribuiu os alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade cadastradas em programas sociais no município.

Últimas notícias