Banner_head camara fortaleza

Banner_head Governo do Estado

terça-feira, 5 de abril de 2022

Audic Mota protocola moção de repúdio ao presidente do sindicato das escolas particulares de São Paulo, por declarações sobre as pessoas com autismo


O deputado Audic Mota (MDB) protocolou, nesta segunda-feira, 4, moção de repúdio da Assembleia Legislativa ao presidente do Sindicato das Escolas Particulares do Estado de São Paulo (SIEEESP), por suas declarações sobre as pessoas com autismo.

Benjamin Ribeiro da Silva, declarou ao jornal O Estado de São Paulo que os alunos com distúrbios do neurodesenvolvimento, como é o caso de autistas, têm se tornado um “problema” para as escolas. Silva afirmou ainda que tem conversado com a Secretaria de Educação do Estado para que limite o número de autistas por sala de aula. 

“Tal declaração é absurda e contrária às garantias legais e constitucionais asseguradas às pessoas com transtorno do espectro autista, de pleno acesso à educação inclusiva, com apoios e adaptações adequadas ao seu desenvolvimento”, rebateu Audic Mota.

O parlamentar acrescenta que a educação inclusiva merece atenção prioritária, por se tratar de um serviço público essencial às crianças autistas.

“É de interesse do próprio Estado realizar a educação inclusiva. Caso contrário, os prejuízos pela ausência de educação à criança autista podem causar efeitos não só à ela, mas à família e à coletividade”, argumenta Audic Mota.

Para o deputado, há fundamentos mais que suficientes para se efetivar a garantia ao direito à educação da criança autista, razão pela qual as declarações do presidente sindical devem ser veementemente repelidas.

Últimas notícias