Banner_head Governo do Estado

Banner_head Câmara

quinta-feira, 8 de julho de 2021

Roberto Dias paga 1,1 mil de fiança e é solto na noite desta quarta-feira


Roberto Dias, ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, foi liberado na noite desta quarta-feira, 7, após pagar fiança de R$ 1,1 mil. A informação é do portal G1. Ele estava preso nas dependências da Polícia Legislativa por determinação do presidente da CPI da Covid-19, o senador Omar Aziz (PSD). Dias foi acusado de mentir aos senadores em relação à acusação de pedir propina no episódio da oferta de 400 milhões de doses da vacina da AstraZeneca pela empresa americana Davatti.

Ao longo de todo o depoimento, de mais de sete horas, os senadores pressionaram o depoente a falar a verdade sobre encontro ocorrido em um restaurante de Brasília, em 25 de fevereiro, entre ele, o cabo da PM-DF Luiz Paulo Dominguetti, suposto representante da Davati, e o coronel Marcelo Blanco, ex-diretor-substituto de Logística do ministério. Dias afirmou que o encontro foi casual, mas áudios atribuídos a Dominguetti, apresentados na CPI, desmentiram sua versão. “Nós temos outras informações, e estamos aqui apenas checando com o senhor”, advertiu logo no início do depoimento o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL).

Últimas notícias