Banner_head Governo do Estado

Banner_head Câmara

quarta-feira, 2 de junho de 2021

rea do Parque do Cocó é ampliada em 10 hectares para estimular convivência sustentável com a natureza


O governador do Ceará, Camilo Santana, e o secretário do Meio Ambiente, Artur Bruno, assinaram nesta quarta-feira (2), o decreto que autoriza a ampliação da área total do Parque Estadual do Cocó (PEC), localizado em Fortaleza. Serão 10 hectares (ha) a mais, passando de 1.571ha para 1.581ha. A iniciativa marca o mês do Meio Ambiente, celebrado em junho, e representa o trabalho do Governo do Ceará, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), para preservar o maior parque natural em área urbana do Norte e Nordeste.

Ao longo deste mês, serão divulgadas mais ações com o objetivo de promover conscientização ambiental e oportunizar a boa convivência da população cearense com a natureza. “O Cocó atravessa quinze bairros de Fortaleza. É uma unidade que vai além do município de Fortaleza. É um grande patrimônio. E hoje nós estamos ampliando em mais 10 hectares. É uma área de Dunas que nós estamos incorporando neste momento ao Parque do Cocó. Na próxima semana, também, vamos anunciar outras medidas importantes. E tem toda uma programação, ao longo do mês, em homenagem ao Dia do Meio Ambiente e à necessidade da convivência harmoniosa e sustentável com o Meio Ambiente aqui no Ceará ”, ressaltou Camilo Santana.

Além da ampliação da área, o chefe do Executivo Estadual citou outras intervenções feitas no Parque nos últimos anos. “Investimentos em trilhas, em áreas de passeio de barco, em visitação. Também, ao longo de todas as áreas, estamos construindo Areninhas, praças, brinquedopraças e urbanização. Vamos inaugurar uma série de urbanizações ali, da BR 116 até a Paulino Rocha”.

O titular da Sema projetou que, até o final de 2022, o Ceará vai alcançar quase o dobro do número de Unidades de Conservação no Estado. “ (Em 2015) nós tínhamos 24 Unidades de Conservação Estaduais. Até o final do ano que vem, nós vamos ter 41”, disse Artur Bruno, explicando que o Ceará também passará a contar com 17 Planos de Manejo, instrumento essencial para diagnóstico e zoneamento da Unidade de Conservação.

Últimas notícias