Banner_head Governo do Estado

Banner_head Câmara

terça-feira, 22 de junho de 2021

Parlamentares destacam Campanha Junho Vermelho de incentivo à doação de sangue


Instituições públicas e privadas da área da saúde aderiram à campanha Junho Vermelho e estão unindo esforços para estimular a população a doar sangue, especialmente nesse período do ano em que há baixa no número de doações.

A campanha é realizada neste mês, em alusão ao Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado em 14 de junho, e encontra um desafio a mais devido a pandemia da Covid-19, que afastou doadores e contribuiu para uma queda no estoque de sangue em hemocentros de muitos lugares. A estimativa é de queda de 20% nas doações em 2020, segundo dados do Ministério da Saúde.

O presidente da Comissão de Seguridade Social e Saúde, deputado Guilherme Landim (PDT) ressalta que “é fundamental estimular, cada vez mais, a doação de sangue. É um ato muito rápido, que pode ser feito novamente de três em três meses”.

Ele pontua que “nesta pandemia, muitas pessoas deixaram de doar por medo de sair de casa e nós vimos os estoques baixarem muito. Por isso, é fundamental que a gente volte a estimular as pessoas a doarem. Os doadores freqüentes, que continuem doando, e aqueles que nunca doaram, que possam, pela primeira vez, fazer essa doação. Convidamos a cada um que também possa se engajar nesse ato de amor, que é a doação de sangue”, conclui.

De acordo com a coordenadora do Centro de Hematologia e Homoterapia do Ceará, Nágela Lima, os doadores não precisam temer, pois o Hemoce adota protocolos de segurança para a Covid-19. “Fizemos ampliação dos horários, ampliação de coletas externas, agendamento no portal do doador”, destaca. O agendamento pode ser feito pelo site.

Segundo o Hemoce, o sangue doado garante atendimento para cerca de 500 unidades de saúde na capital e no interior do Ceará, oferecendo serviço de qualidade e seguro para quem precisa de transfusão de sangue.

O orientador da Célula Médica do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará, Túlio Osterne, explica que a necessidade de transfusão de sangue se dá não só por conta de ferimentos e cirurgias, mas também devido a doenças crônicas que levem ao comprometimento das funções do sangue. “Uma única doação pode salvar até quatro vidas”, reforça.

CONDIÇÕES PARA DOAR

Pesar acima de 50kg, ter entre 16 e 69 anos, com a primeira doação até 60 anos. Apresentar documento de identificação com foto, emitido por órgão oficial ou cópia autenticada do documento. Estar saudável, bem alimentado, ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas.

Últimas notícias