Banner Governo do Estado

quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Em visita ao IJF 2, Sarto reforça compromisso com saúde e defende parceria com Governo


Durante visita ao Instituto Doutor José Frota 2, na manhã desta quinta-feira (1), o candidato do PDT à Prefeitura de Fortaleza, José Sarto, reafirmou compromisso com a saúde e com a ampliação da assistência de qualidade. Ao lado do prefeito Roberto Cláudio (PDT) e do candidato a vice-prefeito, Élcio Batista (PSB), ele defendeu a importância de assegurar conquistas da Capital e de se manter um projeto de Cidade que trabalhe em parceria com o Governo do Estado.

De acordo com Sarto, o IJF 2 é resultado de uma grande parceria entre Governo do Estado e a Prefeitura de Fortaleza, que vêm trabalhando juntos, proporcionando avanços importantíssimos para a saúde. “Vamos ampliar essas conquistas”, garantiu.

Inaugurado na última terça-feira, o IJF 2 acrescentou 203 leitos à estrutura municipal, com capacidade de 1.700 cirurgias por mês. Antes de ser oficialmente inaugurada, a unidade já vinha atendendo pacientes com Covid-19 nos últimos meses.

"Isso é importantíssimo. Se não houvesse agilidade, planejamento na gestão deste equipamento, imagine aí como estaríamos ainda na pandemia. No pico da pandemia, foi fundamental para minimizar o sofrimento do fortalezense”, enfatizou Sarto, citando que o diálogo com o Estado tem se refletido na expressiva redução de casos na Capital.

Segundo o candidato, é um imenso desafio assegurar e ampliar conquistas que Roberto Cláudio vem garantindo aos fortalezenses. Em cinco dias de campanha, Sarto também já visitou o Hospital da Criança, no Jóquei Clube, e a Policlínica do Passaré. “Como médico, conheço a saúde de Fortaleza e a periferia, fiz questão de visitar esses equipamentos, são avanços importantíssimos para a saúde de Fortaleza”, disse.

De acordo com Roberto Cláudio, a parceria da Prefeitura com o Governo do Estado possibilitou que o IJF tenha agora 664 leitos e seja o maior hospital público do Ceará, além de ser o melhor, maior e mais qualificado hospital de trauma do Norte e Nordeste brasileiro.

“Mas a gente está falando de presente e olhando pro futuro. Se preocupando em como podemos continuar ampliando e qualificando a rede de saúde. E o nome com a melhor e maior história e biografia de compromisso com o povo de Fortaleza, especificamente com a saúde, é o Sarto. É ele que está pensando o que precisa e necessita ser ainda ampliado, melhorado para a saúde continuar avançando”, defendeu o prefeito.

Ao todo, as duas unidades que compõem o IJF reúnem cerca de 2.850 servidores concursados ativos e 450 terceirizados. No próximo domingo, será aplicada prova do concurso público para a contratação de 176 profissionais que reforçarão o atendimento.

Outras ações na área da Saúde

Nos últimos oito anos, já foram entregues 29 novos postos e outros 80 passaram por reformas. O Município tem 63,6% de cobertura de equipes de Saúde da Família. Na Saúde Infantil, o Município conquistou o Selo Unidade Amiga da Primeira Infância.

Hoje, a Capital dispõe de 18 Núcleos de Desenvolvimento Infantil, que são unidades já existentes na rede de atenção primária e que possuem espaços dedicados ao diagnóstico e ao tratamento de atrasos no desenvolvimento e na cognição em crianças de até três anos. Em média, 350 crianças são atendidas por mês.

A atual gestão implantou centrais de medicamentos nos sete terminais de Fortaleza. Com 100% da frota renovada, o SAMU conta com nove bases de atendimento. Na área da saúde mental, Fortaleza conta com 11 pontos de atendimentos. Foram contratados 129 profissionais em concurso específico para a área.

Na atenção secundária, são seis novas UPAs, que já realizaram 12 mil atendimentos, com 98% de resolutividade. Também foram entregues três novas policlínicas e uma outra está em construção.

Sobre os hospitais, assim como no IJF, a Prefeitura tem investido na ampliação do número de leitos. Os Frotinhas (Parangaba, Messejana e Antônio Bezerra), passaram de 225 leitos em 2016 para 344 em 2020. No atendimento materno-infantil (Gonzaguinhas e Hospital Nossa Senhora da Conceição), passou de 322 (2016) para 401 leitos.

No mesmo período, o Hospital Maternidade Zilda Arns passou de 184 para 190 leitos; o novo Hospital da Criança aumentou o número de 45 (2016) para 104.

Últimas notícias