Banner_head Governo do Estado

Banner_head Fortaleza

terça-feira, 27 de outubro de 2020

Iguatu Agenor Neto tem 44%. O atual prefeito, Ednaldo Lavor, tem 29,5%, seguido do deputado Marcos Sobreira com 7,3% pontos


O candidato a prefeito de Iguatu, Agenor Neto (MDB), lidera a corrida eleitoral no município com ampla vantagem. A Pesquisa, realizada pelo Instituto Zaytec foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número CE-04202/2020. Agenor apresenta diferença de 14,5 pontos percentuais do segundo colocado, Ednaldo Lavor, Agenor tem ainda 36,7% de vantagem sobre o terceiro colocado, Marcos Sobreira.

Os percentuais de intenções de votos dos demais candidatos são os seguintes: Tenente Mulato 1%. Mácio 0,3%. Os candidatos   

Augusto Correia Lima, Carlos Silva e Dr. Samuel Alves não pontuaram. Os votos brancos e nulos somam 1,8%. Não sabem ou não responderam, 16,1%. 

PESQUISA ESPONTÂNEA:

Já no cenário da pesquisa espontânea, o resultado foi o seguinte: Agenor Neto tem 40,3%;  Ednaldo Lavor, 28,3%; Marco Sobreira, 7,0%; Tenente Mulato, 0,8%. Brancos e nulos somam 1%. Não  sabem ou não responderam, 22,6%.

REJEIÇÃO: 

A pesquisa também perguntou em quem o eleitor não votaria de jeito nenhum para prefeito. Ednaldo Lavor tem a maior rejeição, 28,5%. Agenor Neto tem 25%. Marcos Sobreira tem 8%; Augusto Correia tem 5%; Tenente Mulato 4,2%;  Mácio, 3,5% e Dr. Samuel Alves, 3,2,%. Não sabem ou não responderam, 40%. 

QUEM SERÁ O NOVO PREFEITO DE IGUATU? 

A Zaytec Brasil perguntou: Independente do seu voto quem você acha que vai ganhar a eleição para prefeito de Iguatu? 

Para 45% dos eleitores, Agenor Neto será eleito. O prefeito Ednaldo Lavor foi citado por 33,3% dos entrevistados. Marcos Sobreira por 1,5%. Os candidatos Augusto Correia Lima, Carlos Silva, Dr Samuel Alves, Mácio e Tenete Mulato não pontuaram. Não sabem ou não responderam, 20,2%.

De acordo com a Zaitec Brasil, a pesquisa realizada dos dias 22 a 25  de outubro de 2020 e ouviu 400 eleitores em Iguatu. A margem de erro é de 5,0% para nível de confiança de 95%.

Últimas notícias