Banner_head

sábado, 24 de outubro de 2020

Em seu governo, Arnon reativou a secretaria de cultura, criou vários projetos e eventos para o público


Durante a gestão do candidato Arnon Bezerra (PTB), a cultura foi uma das áreas que mais recebeu atenção e incentivo, se tornando um campo múltiplo, criativo e participativo. Com Arnon a Secretaria de Cultura (Secult) foi reativada e teve diversos projetos implantados, como o Quarta é + Cultura, Férias é + Cultura, Educação é + Cultura e Saúde é + Cultura. Mais de 300 artistas foram atendidos por meio das ações desenvolvidas. Outra ação bastante explorada foi o lançamento de editais, com 11 documentos difundidos.


Várias instituições passaram por reformas, como o Centro de Cultura Popular Mestre Noza e o Memorial Padre Cícero. Atualmente equipamentos culturais ainda estão sendo reformados, a exemplo do Teatro Marquise Branca e a Biblioteca Pública Municipal. Ainda como forma de incentivar a cultura na cidade, foi promovido o ciclo de reis com 370 apresentações. “Quando promovemos atividades culturais, eventos, shows e oficinas de artes, estamos envolvendo profissionais de várias áreas, gerando emprego e renda, dessa forma fortalecemos o negócio local, estimulamos a economia criativa e o turismo. Assim conseguimos valorizar nossas raízes, e ao mesmo tempo levar arte, cultura e lazer para a nossa população”, disse Arnon.


Ao longo desses anos a Secult promoveu 52 arraiás por meio do São João nos bairros, além de ter realizado, em 2019, o I Festival de Juazeiro do Norte de Música do Nordeste com diversos artistas e com um público massivo durante os dias do evento. Foi promovida a Mostra Poema Para Maria, além de homenagens aos 50 anos do monumento do Padre Cícero. Com o Biblioteca Itinerante 12 filmes foram exibidos e 3 mil espectadores atendidos. “A gente percebe que foram implementadas diversas políticas públicas que facilitaram o acesso aos recursos públicos por parte dos artistas independentes e as programações estão cada vez mais diversa. Isso é muito importante”, destaca o cantor Gabriel Machado.


Algumas propostas


Arnon irá reformar o Centro de Artes Marcus Jussier, a Estação Ferroviária (Reffsa), bem como o auditório do Memorial Padre Cícero e criar ainda o Museu de Xilogravura e do Cordel, além de criar e fortalecer eventos que já são sucesso em Juazeiro. “A Secretaria de Cultura de Juazeiro do Norte tem uma das equipes mais eficientes que vi até hoje trabalhar em prol da nossa arte”, ressalta o Tipógrafo, Stênio Diniz.

Últimas notícias