Banner_head Governo do Estado

Banner_head Fortaleza

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Audic Mota denuncia carreata da Covid-19, compra de testes a preços abusivos pela prefeitura, pesquisa fraudulenta e ataques por encomenda


O deputado Audic Mota (PSB) fez pronunciamento, nesta quinta-feira, 22, na Assembleia Legislativa, onde desfiou uma série de denúncias sobre fatos ocorridos em Tauá, durante o processo eleitoral. 


Todos os acontecimentos, narrados pelo parlamentar, culminam com o recrudescimento da Covid 19 no município, incluindo irregularidades em compras de testes para a doença a preços abusivos pela Prefeitura Municipal e o desenrolar de uma fraude eleitoral, comprovada pelo vazamento de pesquisa remota realizada por telefone, a pretexto de cuidados com a pandemia.


Primeiro, Audic Mota tratou como atitude irresponsável da deputada e candidata a prefeita, Patrícia Aguiar, a realização de uma carreata, que aglomerou milhares de pessoas pelas ruas de Tauá, no último dia 3, em total desacordo com as medidas sanitárias preconizadas para a campanha. 


Exatamente, duas semanas após o evento, o resultado, segundo o parlamentar, foi o acentuamento da curva de contaminação por Covid 19 em Tauá, que, hoje, coloca o município entre as cinco cidades com maior índice de positividade nos testes para a doença no Estado. 


A própria cúpula da Coligação Tauáamor, responsável pela carreata, incluindo a candidata, a vice Fátima Veloso e o esposo da deputada e presidente estadual do PSD, Domingos Filho, estão contaminados e isolados em quarentena. Eles haviam recusado a assinatura de acordo proposto pela Justiça Eleitoral, que vedava a realização desse tipo de evento.


Em seguida, Audic Mota alertou para a continuidade da compra de testes para a Covid 19 a preços abusivos pela Prefeitura de Tauá. Segundo ele, passado o pico da pandemia e em que pese a Assembleia Legislativa ter aprovado medida, facultando às administrações públicas a dispensa de licitações para aquisição dos produtos relacionados ao combate do coronavírus, nada justifica o valor de R$ 300 ainda pagos por cada teste. 


Por último, Audic Mota denunciou a encomenda e o vazamento de uma fraude praticada em levantamento sobre intenção de voto em bairros da sede de Tauá. A pesquisa estranhamente dispensou consulta às comunidades residentes em distritos. 


A propósito, o parlamentar chamou atenção para o inusitado de um fato, veiculado nas redes sociais: o presidente do Diretório Municipal do PSD, Edmilson Bastos, comemorou em diálogo, com dois ex-assessores do ex-prefeito e ex-deputado, Odilon Aguiar (PSD), o resultado de um levantamento que somava “101 %”.


Audic Mota veio a público e denunciou a fraude o que, segundo ele, provocou imediata reação da deputada. Conforme o parlamentar, em retaliação, Patrícia passou a encomendar ataques diários dirigidos à sua figura, em rede de emissoras de rádio. “Caso essa perseguição continue, voltarei à tribuna da Assembleia, quantas vezes forem necessárias, para denunciar”, acrescentou.

Últimas notícias