Banner Governo do Estado

Banner Prefeitura de Fortaleza

Banner Camara de Fortaleza

Banner BNB

domingo, 29 de setembro de 2019

VLT - Acidente pode ter ocorrido por mudança de via de um dos trens


Somente o laudo da Perícia Forense do Ceará poderá esclarecer, em definitivo, as causas da colisão entre dois trens do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) no fim da manhã deste sábado, 28, da linha Parangaba/Mucuripe. O choque frontal entre os veículos, ocorrido no bairro Vila União, deixou 38 feridos acidente.

Uma das hipóteses que explicariam o acidente ocorrido entre os dois trens do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) por volta das 11h45min seria o uso de um aparelho de mudança de via (AMV). O equipamento permite ao trem passar de um trilho para outro, mantendo o mesmo sentido e é usado quando existe interferência ou obra na linha. Segundo Mário Ângelo Azevedo, professor do Departamento de Transportes da Universidade Federal do Ceará (UFC), o AMV é usado para situações em que exista uma alteração, falha ou acidente na linha e o uso deve ser controlado pelo sistema de monitoramento geral e acompanhado pelo (s) maquinista (s).

“Digamos que um trem quebre no trilho. Existe a possibilidade de passar outro veículo para outro trilho para não interromper a operação. Não é uma situação de atividade do dia a dia. Acontece o uso em casos em que se interdite o trilho, você pode passar para o outro, continuando o mesmo sentido”, aponta Azevedo. Ele sugestiona que, em alguns pontos da linha, é possível haver um AMV. O uso do equipamento deve ser feito, no entanto, pela estação de controle de operações, um monitoramento controlado pela central do Metrofor.

A Emergência do IJF acolheu, na tarde deste sábado (28), 21 vítimas da colisão entre as duas composições do VLT. Entre os pacientes estão 13 mulheres, 01 menina e 07 homens. Todos estão estáveis, conscientes. Eles permanecem realizando exames e em observação, mas, a maioria, deve receber alta médica nas próximas horas.

Os dois condutores apresentaram condição clínica mais delicada, mas também estáveis, sendo que um deles, vítima de uma fratura na perna, passou por cirurgia e o outro, com lesões no tórax, segue em avaliação clínica, com exames complementares.

O Frotinha de Parangaba recebeu 13 envolvidos no acidente, sendo 07 mulheres e 06 homens, que foram atendidos pelas equipes de profissionais do hospital e em seguida receberam alta. Mais 04 pessoas foram levadas ao Frotinha de Messejana, onde receberam atendimento e seguem em observação

(O Povo)

Últimas notícias