Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

terça-feira, 10 de agosto de 2021

Crato debate em XI Conferência, fianciamento público no enfrentamento às desigualdades sociais


Com o tema "Assistência Social: Direito do Povo e Dever do Estado, com financiamento público, para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social", o Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), em parceria com a Prefeitura do Crato, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), realizou na manhã da sexta-feira, 06, de forma virtual, a XI Conferência Municipal de Assistência Social.

Na oportunidade, a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Ticiana Cândido, falou sobre a efetivação da política da assistência social, e ressaltou que a conferência é o momento para apresentar propostas, e conferir o que já foi feito dentro dessa política. "É um momento realmente de participação popular, de falar sobre as mais diversas questões sociais, como o desemprego, a fome, a violência contra a mulher, contra o idoso".

O prefeito Zé Ailton Brasil enalteceu a importância da conferência acontecer, pois segundo ele, devido a pandemia da COVID-19, o mudo está passando por uma crise sanitária sem tamanho. "Que nessa conferência possamos sair com ideias, inovação, políticas públicas voltadas para a população carente, e um amplo projeto para a área do social", ressaltou.

Em sua fala, o deputado federal André Figueiredo, destacou que a conferência vem ao encontro das bandeiras que precisam ser encabeçadas no país, e uma delas é a luta em defesa das pessoas mais vulneráveis. "Essa luta que vocês tão bem encaram é a luta em defesa do povo mais vulnerável. E vocês, assistentes sociais, participantes de toda essa conferência, tenho absoluta certeza que terão bandeiras extremamente grandiosas, e que juntos, trabalharemos junto ao Governo do Estado e a gestão municipal para que a gente defenda no Congresso Nacional o Sistema Único de Assistência Social", disse.

O palestrante do evento, o contador e servidor público estadual Paulo Pimenta explanou sobre o tema deste ano, que tratou do direito do povo e dever do Estado diante da política do SUAS. "A Conferência é o momento de conferir, de pensar novas ideias para o SUAS, de como devemos aumentar os recursos financeiros, a valorização dos usuários", disse.

Após a palestra, os grupos de trabalho se reuniram para debater as ideias, e socializar as propostas de cada um deles. Em seguida, foram escolhidos os seis delegados, sendo três do Poder Público e três da Sociedade Civil, para a 14ª Conferência Estadual de Assistência Social, que acontecerá de 20 a 22 de outubro.

Também participaram da conferência, o Secretário Adjunto de Desenvolvimento Social, Hermínio Brasil; o Chefe de Gabinete Adjunto, Rondinele Brasil; o Secretário de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos, Carlos Freires; a presidente e a vice-presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Luiza Maria Vieira e Ana Lúcia Gomes, respectivamente; o vereador Pedro Lobo; representando os usuários do SUAS, Antônia Ferreira; representando os trabalhadores do SUAS, Terezinha Oliveira; e representando as entidades prestadoras de assistência social, Jonathan Lacerda.

Últimas notícias