Banner Prefeitura de Fortaleza

Banner Camara de Fortaleza

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Médico da Família Ceará: 150 médicos iniciam trabalho em postos de Saúde nas comunidades de Fortaleza


Nesta segunda-feira (12), uma solenidade na Escola de Saúde Pública do Ceará Paulo Marcelo Martins Rodrigues marcou o início das atividades de 150 médicos no Programa Médico da Família Ceará em Fortaleza. Os profissionais trabalharão em postos de saúde localizados em comunidades da Capital, como parte de uma política de fortalecimento da atenção primária e das equipes de Estratégia da Saúde da Família.  O investimento foi de quase R$ 10 milhões do Tesouro Estadual.

A cerimônia contou com a presença do governador Camilo Santana, do prefeito Roberto Cláudio, do secretário da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, do superintendente da Escola de Saúde Pública, Salustiano Gomes de Pinho Pessoa, da secretária da Saúde de Fortaleza, Joana Maciel, além de médicos, servidores da Saúde e lideranças políticas locais.

O Programa Médico da Família Ceará foi regulamentado pelo Governo do Ceará por decreto assinado em março de 2019, com o objetivo de estimular a qualificação e valorização de profissionais da Saúde no âmbito da atenção primária. Os médicos integrantes da política pública são qualificados por meio de curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Atenção Primária à Saúde (APS), ofertado pela ESP/CE.

"Estamos aqui em uma parceria inovadora para garantir o atendimento às famílias de Fortaleza. Quando todo o programa estiver funcionando, mais de 179 médicos vão atender toda a população de Fortaleza. É uma parceria inovadora para que a gente possa garantir saúde de qualidade para a população e ainda vamos servir de modelo para outros estados e municípios que queiram seguir o exemplo adotado no Ceará”, explicou o governador Camilo Santana durante o evento.

A formação dos médicos em serviço pelo programa terá duração máxima de um ano, com pagamento de uma bolsa mensal no valor de R$ 11.865,00, além de carga horária que contemplará 1.920 horas distribuídas entre atividades práticas de treinamento em serviço, atividades didáticas presenciais e/ou a distância, que inclui a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e outras definidas pela coordenação do Programa.

(Com informações do Governo do Ceará)

Últimas notícias