Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

quarta-feira, 6 de outubro de 2021

Guimarães quer tornar inelegíveis condenados por racismo, homofobia, terrorismo, violência doméstica e crimes contra a democracia


O vice-líder da Minoria na Câmara, José Guimarães, protocolou o Projeto de Lei (PL) nº 3380/21, que prevê o aumento das possibilidades de inelegibilidade em razão de condenação por tráfico de drogas, racismo, homofobia, tortura, terrorismo, violência doméstica e crimes contra a democracia. 

Nesses casos, a inelegibilidade se estenderia para qualquer cargo, e valeria para decisões transitadas em julgado ou proferidas por órgãos judiciais colegiados. Para atingir tal efeito, a proposta sugere alterar a Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990 (Lei das Inelegibilidades).

O objetivo, segundo Guimarães, é ampliar o rol desses crimes que impedem a elegibilidade, a fim de abarcar a ofensa a outros valores fundamentais da sociedade e do próprio Estado brasileiro. “É inaceitável que políticos usem o sistema democrático para atacar a própria democracia, bem como para perpetuar comportamentos machistas e homofóbicos como trampolim político”, afirma. 

Últimas notícias