Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

sábado, 30 de outubro de 2021

Engenheiros e pedreiro suspeitos de desabamento do Edifício Andrea, em Fortaleza, viram réus na Justiça

 
Os engenheiros José Andreson Gonzaga dos Santos e Carlos Alberto Loss de Oliveira, além do pedreiro Amauri Pereira de Souza, suspeitos de provocarem o desabamento do Edifício Andrea, em Fortaleza, viraram réus na Justiça. O juiz Antonio Josimar Almeida Alves, da 2ª Vara do Júri da Comarca de Fortaleza, aceitou, nesta quarta-feira, a denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE) apresentada contra o trio.

O desabamento do Edifício Andrea deixou nove pessoas mortas. Durante o período de salvamento, que durou 103 horas, sete pessoas foram resgatadas com vida pelos bombeiros. Um laudo da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) apontou que a atuação dos engenheiros e do pedreiro foi "determinante" para o desabamento.

Os engenheiros e o pedreiro são apontados como responsáveis pelo desabamento do Edifício Andrea, ocorrido em 15 de outubro de 2019. O MPCE denunciou os três pelos crimes de: homicídio duplamente qualificado, causar desabamento ou desmoronamento, lesão corporal de natureza grave e lesão corporal de natureza leve.

A denúncia foi assinada pela promotora Alice Iracema Melo Aragão, da 109º Promotoria de Justiça de Fortaleza. A defesa dos suspeitos, representada pelo advogado Brenno de Almeida, disse, na segunda-feira (25) que iria analisar a denúncia para se posicionar posteriormente.

Últimas notícias