Banner_head Governo do Estado

Banner_head Câmara

quinta-feira, 15 de abril de 2021

URCA articula transferência do Centro Tecnológico de Mineração do Cariri (CTMC) e parcerias para desenvolvimento sustentável dos recursos

 


A utilização dos recursos minerais de forma sustentável para que gerem melhores condições para as populações do Cariri, através do desenvolvimento científico e tecnológico. Com essa finalidade, a Universidade Regional do Cariri (URCA) promoveu uma reunião na manhã desta quarta-feira, 14, para tratar da transferência do Centro Tecnológico de Mineração do Cariri (CTMC) para a Instituição. Estiveram participando representantes de secretarias estaduais, a exemplo da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), setores produtivos e empresariais, mineração, Sindicato dos Produtores, e professores da equipe do Geopark e do Instituto Tecnológico do Cariri (ITEC).

O CTMC está sediado em Nova Olinda, sob administração do Centec e da Fatec Cariri, com contrato de gestão. A nova possibilidade de passar à URCA, inclui um plano de trabalho específico. Segundo o Reitor da Universidade Regional do Cariri, Francisco do Ó de Lima Júnior, a transferência do equipamento poderá ser efetivada, por pertencer ao Governo do Estado.

Centro transdisciplinar

A finalidade é potencializar um plano no campo da mineração e tornar um grande centro transdisciplinar e multifuncional. “Para isso, é necessário um maquinário para o aperfeiçoamento da exploração racionalizada do calcário laminado, a pedra Cariri. Mas a ideia mesmo é do aproveitamento ao máximo dos rejeitos, impulsionar a parte do artesanato, produção do tijolo ecológico, que já é um resultado de pesquisas do Curso de Tecnólogos da Construção Civil da URCA, e também um centro de capacitação, para especialização na área”, afirma.

Uma das possibilidades debatidas é a vinculação da economia criativa e o seu fortalecimento, na área do artesanato, produção de móveis como a pedra Cariri, além da promoção tecnológica. Importante destacar que o centro possibilita maior inserção dos produtores locais e ampliação a roteirização do Geopark Araripe, com geração de renda e promoção do modo sustentável, além de estimular o turismo científico. 

Caso a URCA passe a gerir o centro, através da nova Pró-Reitoria de Empreendedorismo e Inovação Social, haverá a participação de professores e pesquisadores, no campo das engenharias e do desenvolvimento territorial do Geopark, para realizarem atividades, além da parceria com outras instituições de ensino superior e tecnológicos, com cursos complementares da área, como Universidade Federal do Cariri (UFCA) e a FATEC. 

A reunião contou com a presença do Secretário da Secitece, Inácio Arruda, além do Secretário Adjunto da pasta, Francisco Carvalho. Ele destacou o apoio necessário para o desenvolvimento do setor e os avanços na área da tecnologia, com o melhor aproveitamento dos minerais, de forma sustentável, contando com a integração das instituições dentro desse processo. Já o Vice-reitor da URCA, Carlos Kleber de Oliveira, ressaltou a importância das parcerias e o papel do Geopark Araripe, além da atuação junto às comunidades. Para o vice-reitor, com o centro, haverá a possibilidade de modernização da produção, com novos equipamentos.

O secretário Francisco Carvalho ainda lembrou da importância do equipamento para a região, além de ressaltar a parceria do Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens, e de outras instituições.

Últimas notícias