Banner_head Governo do Estado

Banner_head Câmara

quinta-feira, 22 de abril de 2021

Futuro presidente da CPI da Covid vai cobrar explicações por que o Governo deixou ce comprar 70 milhões de vacina da Pfizer


O senador Omar Aziz (PSD-AM), futuro presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no Congreso Nacional, afirmou nesta quinta-feira, 22, que "até hoje está muito mal explicado" o fato do Brasil não ter comprado 70 milhões de doses da vacina da Pfizer.

"Até hoje está muito mal explicado por que não compramos 70 milhões de vacinas da Pfizer, que daria para imunizar 35 milhões de brasileiros. Levantou-se uma tese no Brasil sobre imunização de rebanho, tese esta que não existe", disse o senador em entrevista à BBC News Brasil.

Em agosto de 2020, o governo federal recusou a oferta da Pfizer para compra de um lote de 70 milhões de doses da vacina russa. Os imunizantes seriam entregues em dezembro de 2020. O governo justificou que não houve concordância com as condições estabelecidas pelo laboratório e que a empresa não se responsabilizava por eventuais efeitos colaterais da vacina. Segundo a fabricante, os mesmos termos foram exigidos de outros países que compraram a vacina.

O parlamentar defendeu ainda a realização de depoimentos presenciais ou remotos. "Não temos poder de obrigar uma pessoa a ir para lá e ser contaminada", disse. A primeira reunião da CPI está marcada para a próxima terça-feira, 27. Segundo acordo entre os partidos, Aziz será eleito como presidente do colegiado. Já a relatoria deve ficar a cargo do senador Renan Calheiros (MDB-AL). 


Últimas notícias