Banner_head camara fortaleza

terça-feira, 14 de junho de 2022

Padre Paulo é empossado vereador de Juazeiro do Norte

Foto: Josimar Segundo/Ascom


A Câmara Municipal de Juazeiro do Norte deu posse na sessão desta terça-feira (14) ao vereador Padre Paulo (PSD). Ele assume o cargo após recontagem dos votos da eleição municipal de 2020, que se fez necessária após a cassação do vereador David Araújo (PTB).

Na sessão conduzida pelo presidente Darlan Lobo (PTB), Padre Paulo prestou o juramento previsto no Regimento Interno e, em seguida, fez um pronunciamento da Tribuna da Casa, onde fez agradecimentos e prometeu trabalhar em prol da população de Juazeiro do Norte.

“Recebo no dia de hoje um grande desafio. Uma enorme missão. Talvez a mais desafiadora em toda a minha vida. Ser vereador na Terra do Padre Cícero, representar nosso povo e cuidar dos mais necessitados, como o próprio Padre Cícero fez em vida, é para mim motivo de orgulho, mas também de grande responsabilidade”, afirmou o vereador empossado.

Vereadores apontam irregularidades na reforma do Parque de Eventos e em veículos da Secretaria de Saúde

O vereador Capitão Vieira Neto (PTB) apontou irregularidades na reforma do Parque de Eventos Padre Cícero, que receberá o Juaforró neste mês de junho de 2022. “Não encontramos nenhuma placa indicativa do valor da obra, qual a empresa responsável, tempo de duração, que é obrigado”, disse Vieira Neto, que, em seguida, apresentou fotos onde trabalhadores aparecem sem equipamentos de proteção.

O parlamentar também questionou os valores das contratações de coordenadores para realização do Juaforró, conforme consta no plano de aplicação do evento. “Num universo de R$ 775 mil, R$ 52 mil é para coordenadores. Tem que se investigar isso. O cara ganhar R$ 20 mil para coordenar um evento de cinco dias?”, questionou.

Já o vereador Janu trouxe à tona novas denúncias sobre os veículos que realizam o transporte de pacientes em Juazeiro do Norte. Segundo o parlamentar, o tempo de uso dos veículos não obedece aos termos do contrato. Ele expôs ainda a situação dos transportes – alguns sem banheiros e com pneus carecas.

“Se o edital dizia que os transportes têm que ser assim, tem que ser cumprido. Isso tava favorecendo a quem? As outras empresas que concorreram que tinham veículos velhos não puderam concorrer, talvez, porque não atendiam ao requisito de dois anos [de uso]”, disse o parlamentar.

Últimas notícias