Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

terça-feira, 21 de junho de 2022

Mauro Filho denuncia novo reajuste no preço dos combustíveis previsto para o final de julho


Em vídeo publicado nas redes sociais, durante discurso na Câmara Federal nesta segunda-feira (20), o deputado federal Mauro Filho (PDT) denunciou que até 30 de julho a Petrobrás vai reajustar, mais uma vez, o preço dos combustíveis.

“Recebi a tabela da nova estrutura de preços da Petrobrás que prevê mais um aumento para 30 de julho. O PLP 18 diminuiu os impostos, retirando o ICMS que prejudica os Estados brasileiros, mas parece que se esqueceram de diminuir o valor do combustível na bomba”, comentou. 

Ainda em maio, o deputado alertou que em junho os combustíveis teriam novo aumento. Na última sexta (17), o diesel sofreu reajuste de 14,26% e a gasolina de 5,18%. Mauro Filho defende a mudança na política de preços da Petrobrás que segue a paridade do preço do barril internacional e a oscilação do dólar como principal medida para diminuir o preço dos combustíveis. 

“Em agosto do ano passado o governo federal zerou a alíquota do PIS e COFINS e o preço não baixou. Agora aprovaram a redução do ICMS e na semana seguinte a Petrobrás já aumentou o valor dos combustíveis”, lembrou. 

No Twitter, Mauro Filho também criticou a iniciativa da presidência da República de instalar uma CPI para investigar a diretoria da Petrobrás. “Sobre a CPI da Petrobrás: o brasileiro não vai acreditar nessa cortina de fumaça criada pelo Governo Federal para esconder sua própria falha. A diretoria da Petrobrás é indicada pelo Governo, portanto, a culpa do aumento no preço dos combustíveis é de quem indica a diretoria”.

Últimas notícias