Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

terça-feira, 3 de maio de 2022

Tauá - Justiça intima, com medida protetiva, vereador Felipe Viana, acusado de agredir e ameaçar ex-namorada, servidora da Saúde municipal


O vereador Felipe Viana (PSD), integrante da base aliada da prefeita, Patrícia Aguiar (PSD), na Câmara Municipal de Tauá, foi intimado pela juíza Leila Regina Corado Lobato, da Vara Única Criminal de Tauá, com mandado de medida protetiva de urgência. Ele é acusado de perseguir, chantagear, ameaçar de morte e agredir fisicamente a ex-namorada.

Conforme denúncia da auxiliar de enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde, Adria Ellen Medeiros Holanda, de 21 anos, na Delegacia Regional de Tauá, ela foi vítima de esganadura, perseguição, chantagem por meio de demissão do emprego e ameaça de divulgação de nudes pela internet. 

A juíza decidiu, então, conceder medidas protetivas, determinando que Felipe Viana “se afaste da residência da vítima, não se aproxime de Adria Ellen Medeiros Holanda Mota em distância inferior a 100 metros, se abstenha de manter contato com a ofendida e seus familiares, por qualquer meio de comunicação, assim como não frequente determinados lugares aonde a vítima também frequenta, a fim de preservar integridade fisica psicológica da ofendida, até posterior determinação judicial.

Ainda segundo o mandado, “a medida terá prazo de seis meses, tanto podendo ser revogada, se as circunstâncias assim indicarem, quanto ser substituída por uma eventual prisão preventiva, se as medidas não se revelarem suficientes ou não forem devidamente cumpridas”.

Até o momento, autoridades como a prefeita Patrícia Aguiar, e a sua vice, Fátima Veloso silenciaram sobre a repercussão de um caso que envolve parlamentar aliado e violência contra a mulher.

Consta no depoimento de Adria Ellen, que “a requerente e o requerido namoraram por, aproximadamente, 02 (dois) anos, informando a ofendida que é constantemente ameaçada de morte pelo companheiro, bem como já foi agredida em diversas oportunidades, tendo sua paz e sua tranquilidade constantemente violadas”.

Últimas notícias