Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Banda Filarmônica de Barbalha pode receber destaque histórico-cultural do Ceará a partir de projeto do deputado Fernando Santana


A Filarmônica São José, de Barbalha, foi fundada no ano de 1948 e permanece ativa até os dias de hoje. São 73 anos de existência e história cultural, por isso mesmo a banda pode ser reconhecida como “de destacada relevância histórico cultural do estado do Ceará”, é o que pede o Projeto de Lei 419/2021, do Deputado Estadual Fernando Santana (PT). 

O parlamentar, que também é natural da cidade de Barbalha, deu entrada do pedido na Assembleia Legislativa no final do mês de agosto, e o projeto está em tramitação na Casa. A filarmônica é composta por 30 músicos, entre eles jovens, crianças, adultos, pai, filhos e irmãos, e pertence ao Círculo Operário São José de Barbalha, uma entidade filantrópica.  

“Em razão de sua história e de sua representatividade, este é um reconhecimento mais que necessário. Nestes 73 anos de existência, a Filarmônica São José promoveu tanto a formação de músicos quanto lazer para toda a cidade e região,  participando de inúmeros eventos, desde festas populares de padroeiros, atos cívicos, religiosos e outros”, destaca Fernando Santana. 

História 

No início, a banda era composta de trabalhadores, como barbeiros, pedreiros, sapateiros, alfaiates entre outros, que dividiam seus horários de trabalho com a música. Com o tempo, a Filarmônica ganhou projeção e estabilidade no campo musical com a implantação de sua Escola de Música, que tinha como alunos, preferencialmente, os membros do Círculo Operário e seus filhos.

Na escola de música,  as aulas tinham como professores os trabalhadores que já faziam parte da filarmônica. O ensino musical para as novas gerações garantiu a sobrevivência da banda no decorrer dos anos, motivando seus integrantes a optarem pelo curso superior de música, tornando-se profissionais.

Fernando Santana ressalta que, na história, também é essencial destacar a vocação artística dos trabalhadores, "revelada em sua capacidade de leitura de partituras e no domínio de instrumentos musicais, principalmente sendo em um município do interior, distante dos grandes centros culturais”.

Últimas notícias