Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

quinta-feira, 30 de setembro de 2021

Vereador Pedro Lobo discute com secretaria, associação e agricultores retomada do PAA Doação Simultânea em Crato


Na manhã desta quarta-feira (29), no auditório da Associação dos Criadores do Crato, o vereador e suplente de deputado estadual Pedro Lobo (PT) participou de importante reunião com os agricultores beneficiários do Programa de Aquisição de Alimento (PAA Doação Simultânea). 

A reunião, coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos do município (SDARH) , tendo a frente o secretário Carlos Freires,  contou com a presença do presidente e do vice-presidente da Associação Rural do Crato (ARC), Nuclécio Silva e Vanderlei Lobo, respectivamente e do coordenador de Recursos Hídricos da SDARH, Givaldo Gonçalves. 

Pedro Lobo afirmou que o objetivo principal da reunião foi discutir estratégias e diretrizes para o funcionamento do programa no município do Crato, no restante deste ano e durante o ano de 2022. 

*O nosso mandato tem realizado muitas ações para o fortalecimento da Agricultura Familiar, como  criação do PAA Municipal ( Mesa Farta), que permite o Município conseguir recursos através de emendas parlamentares, entre outras fontes de investimento, bem como a implantação em comunidades periféricas e da zona rural, de cozinhas solidárias sustentáveis ( cozinhas comunitárias), dentro da perspectiva da segurança alimentar" ressaltou Pedro Lobo. 

O vereador e suplente de deputado estadual citou outras ações propostas e encaminhadas pelo seu mandato, junto aos governos Municipal e Estadual, como o peixamento de mais de 15 açudes municipais, perfuração de 7 poços profundos, beneficiando 18 comunidades rurais e a construção de diversos barreiros que garantirão água á famílias que vivem da agricultura familiar. 

O PAA, modalidade Doação Simultânea, contemplará, em Crato, cerca 30 pequenos produtores da agricultura familiar e será investido cerca de R$ 63 mil ( secenta e três mil reais). 

"O programa  beneficiará os produtores da agricultura familiar que entregarão as olericolas, como feijão verde, tomate, alface, batata doce,.além de pães, bolos e doces caseiros. Esses produtos serão distribuídos com entidades e famílias cadastradas, com o objetivo de suplementar a alimentação de pessoas em vulnerabilidade social" informou o secretário Carlos Freires.

Últimas notícias