Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

segunda-feira, 6 de setembro de 2021

Advogada tenta fraudar concurso da Polícia Civil e é eliminada e presa



Advogada foi eliminada do concurso da Polícia Civil e presa após ser flagrada, na tarde deste domingo, 5, tentando fraudar a prova objetiva. O caso aconteceu no Colégio Farias Brito, no bairro José Bonifácio, em Fortaleza, onde fiscais do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultura e Assistencial Nacional (Idecan), banca organizadora do certame, descobriram que a candidata tinha anotações escondidas na roupa. Paloma Santos foi eliminada. Como reagiu, ela recebeu voz de prisão por desobediência e foi encaminhada à Delegacia Especializada em Defraudações e Falsificações, no bairro Aeroporto. As informações são do Idecan.

Em outro local de prova, no Colégio Clóvis Beviláqua, no Centro, o Idecan identificou equipamento eletrônico no tênis de um candidato. O que, inicialmente, parecia ser um ponto eletrônico foi identificado, após verificação detalhada se tratar de dispositivo antifurto utilizado por lojas de departamentos. O homem pôde concluir a prova.

A Secretaria de Segurança Pública ainda não se pronunciou.

Últimas notícias