quarta-feira, 11 de julho de 2018

Na contramão - Câmara Municipal de Iguatu pode retirar direitos dos mais carentes

A Câmara Municipal de Iguatu, na Região Centro-Sul do Estado, vota nesta quarta-feira (11) projeto de Lei 32/2018, de autoria do poder executivo, que extingue o Agente do Bem, um programa de grande alcance social criado na gestão do ex-prefeito Agenor Neto. O programa isentava as famílias mais pobres do pagamento da tarifa de água e de energia elétrica e também mantinha uma série de acompanhamentos junto às comunidades beneficiadas pelo programa. O programa recebeu vários prêmios de reconhecimento pela prática do combate à pobreza no município de Iguatu.