Banner Governo do Estado

RADIO

segunda-feira, 15 de junho de 2020

Carlos Macedo continua ficha suja e fora do páreo em Aurora


O médico e ex-prefeito de Aurora, na Região do Cariri, Francisco Carlos Macedo Tavares (foto), tem várias contas desaprovadas, motivo pelo qual a sua candidatura para deputado estadual em 2010 foi barrada, em 2012 ele tentou como prefeito e 2018 como deputado federal, mas os votos das duas eleições não foram contabilizados por conta da lei da ficha limpa.

Agora para o pleito de 2020 foi noticiado em vários veículos de comunicação e redes sociais que o médico estaria livre da lei da ficha limpa, mas o que de fato ocorreu foi uma tentativa de anular apenas uma das sessões realizadas pela câmara municipal de Aurora, a que data de: 19/11/2016, onde foram desaprovadas contas de gestão que já haviam sido apreciadas pelo então Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), hoje Tribunal de Constas do estado (TCE) e recebido parecer pela desaprovação. E mesmo que o resultado fosse positivo em nada alteraria a condição da inelegibilidade do médico, tendo em vista ser ficha suja.

Nesta segunda (15), o juiz da comarca de Aurora, Dr. João Pimentel de Brito, decidiu que: “não procede o argumento de invalidade por suposta não notificação do promovente quanto a instauração de procedimento e realização de sessão pela comissão de finanças, orçamento, obras e serviços públicos do legislativo local...” Dessa forma o juiz, não concedeu a liminar e o médico continua inelegível de acordo com a Lei Complementar 135/2010 (Ficha Suja).

(Com informações: www.auroranoticias.com.br)

Últimas notícias