Banner Governo do Estado

sábado, 27 de junho de 2020

Queiroz negocia delação premiada com Ministério Público do Rio de Janeiro, diz CNN


O ex-policial e ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) Fabrício Queiroz estaria negociando com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) uma delação premiada. Segundo a emissora CNN, o pedido de Queiroz para colaborar com as investigações inclui proteção a sua família.

Embora as negociações sobre a delação premiada já estejam acontecendo há alguns dias, elas foram reveladas somente nesta sexta-feira, 26. Isso se deve ao fato de que o MPRJ precisa verificar, antes de concluir o acordo, que as informações fornecidas por Queiroz podem ser comprovadas e têm utilidade para as investigações.

Além das investigações sobre o esquema de "rachadinha", quando servidores-fantasma devolvem parte do salário ao parlamentar que os contrata, Queiroz pode ter também informações relevantes sobre a operação das milícias no Rio de Janeiro. Ele possui ligações com Adriano da Nóbrega, também ex-policial e acusado de chefiar a milícia "Escritório do Crime". A mãe e a ex-mulher de Nóbrega eram contratadas pelo gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) quando este era deputado estadual no Rio de Janeiro. As investigações apontam ainda que contas bancárias de Adriano foram usadas para transferir dinheiro a Queiroz. Ele foi morto em operação policial ocorrida em fevereiro deste ano na Bahia.

Últimas notícias