Banner Governo do Estado

sábado, 27 de junho de 2020

#ExposedFortal - Ari de Sá, Farias Brito, Antares, Master, 7 de Setembro e Lurenço Filho se pronunciam sobre relatos de assédio cometido por professores contra alunas


Alvos de polêmicas e cobrança de posicionamentos nesta semana após uma explosão de denúncias de assédios cometidos por professores contra alunas e ex-alunas, pelo menos seis escolas particulares de Fortaleza emitiram comunicados e notas de esclarecimentos sobre os relatos nas redes sociais do movimento #ExposedFortal, até a noite desta sexta-feira, 26. Entre as medidas anunciadas estão desligamento efetivo de profissionais e afastamento de suas funções enquanto as investigações estão sendo conduzidas.

Se manifestaram através de nota, as escolas: Farias Brito, Ari de Sá Cavalcante, 7 de Setembro, Master, Lourenço Filho e  Antares. Todos anunciaram que professores foram afastados, sendo alguns demitidos.

As denúncias vieram à tona após movimentações de meninas no Twitter na última segunda-feira, 22, quando foi levantada a hashtag #ExposedFortal, para relatar constrangimentos e divulgação de fotos de íntimas em grupos contendo jovens. Durante a semana, o movimento escalonou e passou a trazer denúncias contra docentes de escolas particulares e também de colégios da rede pública.

Entre as denúncias realizadas, alunas relataram desde comentários maliciosos sobre os seus corpos a toques inapropriados e olhares maliciosos dos professores.

(Com informações do O Povo)

Últimas notícias