Banner_head governo do estado

Banner_head camara fortaleza

sexta-feira, 8 de julho de 2022

Ciro transfere para Lula e Eunício responsabilidades por conflitos na aliança com o PDT no Ceará


O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, credita ao presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva, em articulação com o ex-senador Eunício Oliveira (MDB), a crise e a ameaça de rompimento da aliança que administra o Ceará desde o início de 2007. Ciro fez as declarações em entrevista ao ‘Avesso Podcast‘ e, quando questionado sobre as dificuldades para escolha de um candidato ao Governo do Estado, deixou dúvidas se o ex-governador e pré-candidato ao Senado, Camilo Santana, ainda pode ser considerado como aliado do PDT.


As palavras de Ciro Gomes retratam o clima de animosidade e acirramento entre lideranças estaduais do PDT e do PT. Ciro apoia a candidatura do ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, enquanto o PT, com o ex-governador Camilo Santana, defende a reeleição da Governadora Izolda Cela. Ao PT, por meio de nota, se somaram, nessa quinta-feira, o PP, PC do B, PV e MDB, que é liderado pelo ex-senador Eunício Oliveira. Os conflitos colocam em risco o futuro da coligação liderada pelo PDT.


Com críticas contundentes ao ex-presidente Lula, Ciro nacionalizou a disputa ao Governo do Ceará ao jogar no colo do líder petista a responsabilidade pelo que chama de confusão na aliança local. ‘’Lula é tão irresponsável que está lá se acertando com Eunício e já pegou o governador de lá – já prometeu que vai ser ministro – que era nosso aliado, ou é nosso aliado. Ainda não sei direito como é que vai desdobrar isso lá’’, disse Ciro, referindo-se ao ex-governador Camilo Santana. ‘’Está lá a confusão danada produzida pelo Lula”, acrescentou Ciro, sem esconder a preocupação com os desdobramentos da crise na aliança comandada pelo PDT.

Últimas notícias