Banner_head governo do estado

Banner_head camara fortaleza

sexta-feira, 22 de julho de 2022

Cid Gomes e Camilo Santana se reúnem; petista mantém tom após encontro, mas elogia Cid

Foto: Fábio Lima/O Povo

Ausente das articulações eleitorais que levaram à escolha de Roberto Cláudio (PDT) como candidato a governador pelo PDT e o anúncio de fim da aliança pelo PT, o senador Cid Gomes (PDT) se encontrou com o ex-governador Camilo Santana (PT). Não há ainda informações sobre o teor da conversa, que ocorreu nessa quinta-feira, 21.                          

A reunião só ocorreu após a votação no diretório estadual do PDT que escolheu Roberto Cláudio e preteriu a governadora Izolda Cela, apoiada por Camilo. No dia seguinte, o petista participou da reunião do PT, remotamente, que considerou a aliança com o PDT unilateralmente rompida. Na noite de quinta-feira, 21, Camilo manteve o tom de lamento por Izolda não ter sido escolhida. "Uma mulher que unia a todos nós", disse ao receber o título de cidadão de Santana do Acaraú, na Região Norte do Estado.

Em defesa da reeleição da governadora, Camilo falou: "Vejam bem, uma mulher que está no cargo. Uma mulher que tem o direito de ir para a reeleição. Uma mulher que é a grande responsável pela educação neste Estado." Ele indagou sobre não ser permitido a ela buscar a reeleição: "Qual o motivo disso, minha gente, qual o motivo?"  

Camilo também falou sobre Cid Gomes: "É essa situação que nos permitiu criar o maior investimento na área de educação da história deste país, que começou com o ex-governador Cid Gomes". A fala ocorreu já após a conversa entre os dois.

Aliados têm expectativa de que o entendimento entre Cid e Camilo possa evitar o rompimento já anunciado. O petista não sinalizou algum eventual recuo, ao contrário. No sábado, o PT realiza encontro de tática eleitoral, que poderá anunciar candidatura a governador. No domingo, o PDT realiza convenção para lançar Roberto Cláudio.

No último domingo, nas redes sociais, o prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), irmão de Cid, negou que houvesse estremecimento entre Cid, Camilo e Izolda: "Esclareço que a relação entre eles permanece a mesma. De sempre! Tudo que se disser ao contrário disso é tentativa de intriga." Dois dias antes, Ivo havia se encontrado com Cid, no Cariri.

O distanciamento do senador tem ocorrido das articulações, das sessões do Senado e, inclusive, da reunião decisiva do diretório do PDT, na última segunda-feira, 18, e da convenção nacional que lançou o irmão, Ciro Gomes (PDT), candidato a presidente, na quarta-feira, 20.

(Érico Firmo/O Povo)

Últimas notícias