Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

sexta-feira, 14 de maio de 2021

Covid-19: Ceará apresenta redução de casos e mortes na Capital e no Interior


O número de casos de Covid-19 e de óbitos em decorrência da doença apresentou uma redução em Fortaleza e no interior do Ceará quando analisado o comparativo entre as semanas epidemiológicas 14/15 (04/04/21 a 17/04/21) e 16/17 (18/04/21 a 01/05/21). O dado foi apontado pela Secretária de Saúde (Sesa), em boletim que avalia o cenário da pandemia no Estado, divulgado nesta sexta-feira, 14. 

Na Capital, a redução do número de casos e mortes durante o período analisado foi de 17,1% e de 27,8%, respectivamente. Já no Interior do Estado, apesar de cada região apresentar um cenário e particularidades diferentes, houve queda de 10,8% dos diagnósticos e de 3,6% do quantitativo de óbitos.

Das 22 Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS) do Estado, 17 apresentaram redução do número de casos da doença entre o intervalo de tempo analisado. As únicas que registraram aumento desse índice foram as de Quixadá (21,0%), Limoeiro do Norte (12,2%), Crateús (27,5%), Icó (28,0%) e Iguatu (16,4%).Em relação ao número de mortes provocadas pela patologia, a redução foi observada em 14 das áreas de saúde do Estado. Só registraram um disparo de óbitos no período avaliado, conforme o boletim epidemiológico, as ADS de Canindé (58,3%), Aracati (25,0%), Quixadá (73,1%), Limoeiro do Norte (82,6%), Tauá (33,3%), Camocim (7,1%), Icó (187,5%) e Juazeiro do Norte (11,4%).

Apesar da queda nos índices, o Estado ainda registra uma taxa alta de ocupação nas unidades de saúde. Segundo a plataforma IntegraSUS, da Sesa, até essa quinta-feira, 13, foi observado 90,41% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 211 pessoas aguardando na fila por internação em equipamentos desse porte, voltados para o atendimento de casos mais graves.

Grande parte dos municípios cearenses, como Fortaleza, já estão na terceira fase da campanha de vacinação contra a Covid-19, definida pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). No inicio da tarde de hoje, mais uma remessa de vacinas chegou na Capital e deve ser distribuída para possibilitar a continuidade da imunização em todas as cidades da Unidade Federativa. (Gabriela Almeida/O Povo)

Últimas notícias