Banner Governo do Estado

Banner Prefeitura de Fortaleza

Banner Camara de Fortaleza

Banner BNB

segunda-feira, 22 de julho de 2019

Nesta segunda (22) - Juazeiro do Norte festeja 108 anos de emancipação


Com inaugurações, shows musicais e realização de eventos em vários pontos da cidade, Juazeiro do Norte comemora 108 anos de emancipação política neste dia 22 de Julho.

Nesta segunda-feira, dia 22, acontece a partir das 8 horas, hasteamento da bandeira do Município, com o Prefeito Arnon Bezerra, e Missa em Ação de Graças, na Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores, às 9 horas. Às 17h30, será inaugurada estátua em homenagem  a José Ilânio Couto Gondim, na Lagoa Seca, ao lado do La Plaza Mall, e às 19 horas, premiação aos campeões do Toneiro 22 de Julho, na Areninha.

A Prefeitura Municipal preparou um calendário de atividades para comemorar a data, com a Semana do Município, aberta no último dia 18, pelo Prefeito Arnon Bezerra.

A cidade tem um importante legado histórico e de desenvolvimento econômico para a Região e se tornou a metrópole do Cariri e uma das mais representativas do interior do Nordeste brasileiro.
A terra fundada pelo Padre Cícero atrai milhões de pessoas todos os anos, em virtude das romarias ao sacerdote e Nossa Senhora das Dores. É uma das mais representativas do turismo religioso do País. Atualmente uma das que apresenta índices de crescimento acima da média no Estado do Ceará, e que elaborou a primeira Lei de Cidades Inteligentes do Brasil.

História

Em 1827 foi erigida uma capelinha, pelo Padre Pedro Ribeiro de Carvalho, no local denominado Tabuleiro Grande, em frente a um frondoso juazeiro, na estrada real que ligava Crato a Missão Velha, à margem direita do rio Batateira.

A denominação deve-se justamente à árvore, notável por manter-se verdejante no rigor das maiores secas. Juazeiro é palavra tupi-portuguesa: jua ou iu-à e "fruto de espinho" (em virtude da grande quantidade de espinhos que defendem os ramos da árvore), mais o sufixo eiro.

Capela

A pequena capela foi consagrada a Nossa Senhora das Dores, padroeira do Município, a quem o Padre doou, como patrimônio, as suas terras e onze serviçais.

O povoado não teve grande desenvolvimento até que a 11 de abril de 1872 lá chegou o Padre Cícero Romão Batista, como sucessor do Padre Pedro Ferreira de Melo. O pequeno núcleo contava, então, com 12 casas de tijolos e 20 de taipa e palha. Padre Cícero dedicou-se aos deveres religiosos.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Núcleo de Juazeiro, pelo ato de 30-07-1858, e por lei municipal nº 49, de 12-11-1911, subordinado ao município de Crato. Elevado à categoria de vila com a denominação de Juazeiro, pela lei estadual nº 1028, de 02-07-1911, desmembrado Crato. Sede no atual distrito de Juazeiro ex-Núcleo de Juazeiro, constituído do distrito sede. Instalado em 04-10-1911, pela lei municipal nº 51, de 12-11-1911, é criado o distrito do Horto e anexado a Vila de Juazeiro.

(Assessoria de Imprensa)

Últimas notícias