Banner Dengue CE

Banner Prefeitura de Fortaleza

Banner Camara Fortal

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Cultura fortalecida em Juazeiro do Norte, com inauguração do Centro Mestre Noza


Um espaço que há quase quatro décadas foi ocupado pelos artesãos de Juazeiro do Norte e do Cariri e que somente agora recebeu o tratamento adequado, o Centro de Cultura Popular Mestre Noza – Associação dos Artesãos do Padre Cícero, foi reinaugurado nesta quinta-feira, 25. O trabalho de reforma e requalificação do Centro foi realizado por meio da Prefeitura de Juazeiro do Norte, Governos do Estado e Federal.

Uma das políticas públicas que o Prefeito Arnon Bezerra tem adotado em seu governo tem sido de dar apoio à economia criativa e aos artistas de Juazeiro do Norte. Para isso, desde que começou a sua administração à frente da cidade, que tem dialogado com os artesãos para buscar melhores alternativas. Uma delas, foi a melhoria do espaço, que recebeu um tratamento adequado para os artistas e o público que visita o local.

O Secretário de Cultura de Juazeiro do Norte, Renato Fernandes, disse que esse era um dia de felicidade para os artesãos e a economia criativa. Ele citou o centro como um exemplo bem-sucedido nessa área da economia e outro projeto semelhante, implantado em Parati, no Rio de Janeiro, infelizmente não teve sucesso.

Economia criativa

Ele destacou que o espaço foi ocupado há anos e não havia passado por uma requalificação. O local foi o antigo quartel, e que agora passou por reforma, com nova pintura, foi retelhado, recebeu uma nova decoração, expografia, com espaço de artesanato trabalhado, de forma que expõe também as peças para a comercialização.

O projeto trouxe acessibilidade, a parte hidráulica e elétrica foi totalmente requalificada. “Agora, com certeza, teremos uma forma muito maior para a promoção de Juazeiro do Norte, através da cultura”, disse ele. O espaço, conforme o secretário, não é apenas do artesanato, mas da economia criativa como um todo. Ele destacou na oportunidade o seu agradecimento ao Prefeito Arnon Bezerra, por possibilitar as políticas públicas de fortalecimento da cultura.

O artista Cícero Caetano, Zumbi, agradeceu pelo resultado do trabalho proporcionado aos artesãos de Juazeiro do Norte. Ele destacou a oportunidade de estar de volta a um lugar mais organizado, com as peças bem-dispostas, e agora com a condição de que os próprios artesãos terão que cuidar melhor do seu espaço, guardando parte do seu material de trabalho, sem acumular tantas peças no Centro, como antes, causando desorganização. Além disso, a área não servirá de estacionamento, como acontecia.
A representante da primeira-dama do Estado, Onélia Santana, Patrícia de Oliveira Lima, disse estar lisonjeada de participar do evento, e homenageou artistas da Associação dos Artesãos do Padre Cícero. Ela destacou a importância de se aproveitar da melhor forma o espaço de cultura.

Um dos percussores da Associação que deu origem ao Centro, o poeta e escritor, Abrão Batista, destacou a iniciativa do Prefeito Arnon Bezerra, que desde o primeiro momento que assumiu a administração procurou os artesãos, proporcionando a oportunidade de melhoria o espaço, e que em nenhum momento comprou guerra com eles, em função do lugar que ocupam.

A solenidade contou com a presença de secretários municipais, vereadores e representantes de diversas instituições.

Mestre Noza

O Centro de Cultura Popular Mestre Noza foi criado em homenagem ao pernambucano Inocêncio Medeiros da Costa, ou simplesmente Mestre Noza, considerado o primeiro artesão da região. O centro nasceu em junho de 1983 a partir do Encontro de Produção de Artesanato Popular e Identidade Cultural, uma iniciativa do Instituto Nacional de Folclore (INF) do Ceará e promovido pela Fundação Nacional de Arte (Funarte).

(Assessoria de Imprensa)

Últimas notícias