Banner Governo do Estado

Banner Prefeitura de Fortaleza

Banner Câmara de Fortaleza

RADIO

sexta-feira, 31 de maio de 2019

Assembleia realiza sessão especial nesta sexta (31) para discutir cortes na educação


Assembleia Legislativa realiza sessão especial, nesta sexta-feira (31/05), no Plenário 13 de Maio, para avaliar a redução de recursos do Governo Federal para instituições federais de ensino superior e para a pesquisa.

A discussão foi proposta pelo presidente do Poder Legislativo Cearense, deputado José Sarto (PDT) e os parlamentares Queiroz Filho (PDT) Bruno Pedrosa (PP), Fernando Santana (PT) e Augusta Brito (PCdoB). O debate contará com a participação do senador Cid Gomes (PDT-CE)

O presidente da Casa, deputado José Sarto  explica que o  debate é necessário para avaliar os números e discutir os caminhos da educação brasileira. “Estamos indo na contramão da história, negando a educação, o ensino superior. O grande avanço da humanidade ocorreu com a revolução científica. Quando se investe em pesquisa, conseguimos dar um salto de séculos na história da civilização", argumenta.

Já o deputado Queiroz Filho (PDT) ressalta que o encontro tem o propósito de promover uma discussão “madura” sobre o tema. “Está acontecendo uma discussão se a medida se constitui num corte ou contingenciamento. O que queremos ver é o que isso significa, ouvir por parte dos reitores os impactos da medida, até para que agente se articule em defesa desses recursos. Precisamos explicar com uma linguagem simples para o nosso povo o que é que está em jogo”, acentua.

O deputado Bruno Pedrosa (PP) pontua que as nações mais evoluídas no mundo tem como alicerce a educação. “Nós assistimos com preocupação a qualquer corte de gastos. Nós vimos nos últimos anos reduções nos orçamentos, tanto com a Desvinculação das Receitas da União (DRU) como também por meio do teto de gasto federal que a educação está incluída, então, tudo isso nos preocupa”, justifica.

Sobre o debate, o deputado Fernando Santana (PT) avalia que há necessidade de aprofundar essa discussão. “Os estudantes, as mães, os pais, as famílias precisam entender o que está acontecendo. Para nós está claro que é um corte de 30% da educação, sobretudo, nas universidades. Para nós é difícil de acreditar que nesse século aconteça um corte em um setor onde estamos buscando é investir”, afirma.

Além de parlamentares, foram convidados a participar reitores de universidades e institutos federais, bem como instituições de pesquisa que serão atingidas pelo corte de 30% no repasse para as universidades e institutos federais anunciado pelo Ministério da Educação.

Últimas notícias