Banner_head governo do estado

Banner_head camara fortaleza

segunda-feira, 4 de julho de 2022

Tasso e outras figuras políticas do Ceará lamentam morte de dom Cláudio Humes

 

Foto: Ricardo Stuckert/PR

Após a morte do ex-acerbispo de Fortaleza, dom Claudio Humes, o senador Tasso Jereissati (PSDB) lamentou a morte do clérigo e disse que ele “foi a pessoa que conheci mais próxima do que se possa entender por Santidade”, escreveu o tucano nas redes sociais. “Uma missão que ele agora nos transmite, como o dever cotidiano de fazer o bem, pelo seu santo exemplo de coragem e amor ao próximo”, finaliza.

O ex-governador e pré-candidato ao Senado, Camilo Santana (PT), também usou as redes sociais para prestar suas condolências à D. Cláudio. “Seu senso de justiça, e seu trabalho e dedicação aos mais pobres serão sempre lembrados e ficam como inspiração para todos nós”, escreveu Camilo.

Já a governadora Izolda Cela (PDT), afirmou, também por meio das redes sociais, que o ex-acerbispo “se notabilizou pela justiça social e dedicação à população mais carente”.

Dom Cláudio Hummes foi nomeado arcebispo de Fortaleza em 1996, substituindo dom Aloísio Lorscheider. Em 1998, deixou o Ceará para tornar-se arcebispo de São Paulo. Em 2001, se tornou cardeal. Ele permaneceu como arcebispo de São Paulo até 2006, quando foi convocado para Roma para ser prefeito da Congregação para o Clero. Cláudio Hummes ocupou o cargo até ser substituído por limite de idade, no final de 2010.

Últimas notícias