Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

Herdeiros também receberão dinheiro esquecido em bancos


Os herdeiros de contribuintes que morreram também vão poder resgatar valores esquecidos em bancos pelo trabalhador que faleceu, segundo informações do Banco Central. Ao todo, 26 milhões de CPFs e 1,9 milhão de CNPJs têm R$ 8 bilhões a receber. O dinheiro começará a ser liberado em março.

Em nota, o Banco Central informou que divulgará em breve os procedimentos para quem tem valores a receber "por terceiros legalmente autorizados (procurador, tutor, curador, herdeiro, inventariante ou responsável por menor não emancipado)".

Segundo a instituição monetária, o resgate deverá ser feito conforme a legislação. A consulta, no entanto, já é possível. Basta entrar no site valoresareceber.bcb.gov.br, informar o CPF ou CNJP da pessoa ou da empresa da qual deseja consultar os valores e anotar a data que for informada pelo sistema. Também é necessário saber data de nascimento ou de abertura da empresa.

Os resgates começarão no dia 7 de março. É preciso ficar atento à data e ao horário informado na consulta, que poderá ser das 4h às 14h ou das 14h às 24h. Para ter acesso ao montante, será preciso entrar novamente no site dos valores a receber no dia e hora marcados, caso contrário, o trabalhador deverá fazer nova consulta para obter outra data de resgate.

Segundo o Banco Central, caso o contribuinte não acesse o site na data agendada para a retirada, terá que voltar no sábado da repescagem, conforme o calendário. Essa data de "repescagem" é informada ao fazer a consulta inicial, portanto, é ideal anotá-la. A partir de 28 de março, haverá ainda uma nova oportunidade resgate para quem não conseguiu o dinheiro no dia exato.

COMO SERÁ O RESGATE

Quem tem dinheiro esquecido em bancos irá solicitar o montante no site Valores a Receber na data marcada pelo Banco Central nessa consulta inicial de valores. No entanto, no dia, será preciso fazer login com a senha do sistema gov.br. Essa senha é criada para acessar sites como do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e da Receita Federal, por exemplo.

No entanto, o trabalhador só conseguirá pedir a transferência dos valores se tiver nível prata ou ouro no gov.br. Para isso, pode utilizar a biometria facial cadastrada em serviços do governo (como Denatran ou TSE) ou se tiver o acesso ao sistema por meio de conta bancária já existente.

O trabalhador só terá acesso ao valor que vai receber quando o agendamento da transferência do dinheiro for liberado, ou seja, na dia e hora marcados pelo Banco Central ao fazer a consulta no site dos Valores a Receber.

Até as 18h30 desta segunda (14), 37,3 milhões de consultas foram feitas no sistema, conforme informações do Banco Central. Do total, foram 36,5 milhões de CPFs consultados; apenas 6,9 milhões têm saldo a resgatar. Entre os CNPJs, houve 808 mil consultas e 71 mil têm valor a receber.

Como consultar e ter acesso ao dinheiro

1. Acesse o site valoresareceber.bcb.gov.br

2. Informe CPF ou CNPJ

3. No caso de pessoas físicas, informe a data de nascimento; para as empresas, digite a data de abertura

4. Se houver valores a receber, o sistema informará uma data para que retorne ao site e solicite o dinheiro disponível, a partir de 7 de março

5. Anote a data e o horário informados

6. No dia agendado, volte ao site e use seu login gov.br para acessar o sistema, consultar e solicitar o resgate

7. Se perder a data, volte no dia informado para a repescagem na sua primeira consulta, das 4h às 24h

8. Essa nova data será um sábado de repescagem; caso não consiga resgatar, haverá nova chance, em 28 de março

CONFIRA O CALENDÁRIO PARA SACAR OS VALORES ESQUECIDOS EM BANCOS

Nessas datas quem tem dinheiro a receber saberá quanto poderá sacar

Data de nascimento (pessoa física) ou de criação da empresa - Período de agendamento (consulta e resgate) - Data de repescagem (para quem perder a data agendada)

Antes de 1968 - 7 a 11/3 - 12/mar

Entre 1968 e 1983 - 14 a 18/3 - 19/mar

Após 1983 - 21 a 25/3 - 26/mar

(As informações são da FolhaPress)

Últimas notícias