Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022

Associação Solidária do São José denuncia problemas no transporte coletivo em Juazeiro


A Associação Solidária do São José e adjacências enviou uma nota a imprensa, onde a mesma afirma que em recebido diversas reclamações/denúncias quanto ao transporte coletivo de ônibus que circula no bairro São José, município de Juazeiro do Norte através da Auto Viação Metropolitana Via Metro Cariri. As maiores reclamações são: inexistência de linha de ônibus ao centro da cidade; “Integração” mais cara, tendo em vista, que para chegar à parada do shopping os usuários são obrigados a pegar os ônibus intermunicipais (Crato e Barbalha), cujas passagens são mais caras; intervalos longos (no mínimo 45 minutos na semana); ausência de circulação do transporte no período noturno (atualmente o ônibus só circula até às 19h10); inexistência de ampliação da rota (apesar de algumas vias terem recebido melhoramentos através do Programa Sinalize do governo do estado); transporte alternativo (topiques) sem condições de tráfego (sucateadas e superlotadas).

Confira a integra da nota:

Nota à Imprensa:

 

A Associação Solidária do São José e adjacências nos últimos dias tem recebido diversas reclamações/denúncias quanto ao transporte coletivo de ônibus que circula no bairro São José, município de Juazeiro do Norte através da Auto Viação Metropolitana Via Metro Cariri. As maiores reclamações são: inexistência de linha de ônibus ao centro da cidade; “Integração” mais cara, tendo em vista, que para chegar à parada do shopping os usuários são obrigados a pegar os ônibus intermunicipais (Crato e Barbalha), cujas passagens são mais caras; intervalos longos (no mínimo 45 minutos na semana); ausência de circulação do transporte no período noturno (atualmente o ônibus só circula até às 19h10); inexistência de ampliação da rota (apesar de algumas vias terem recebido melhoramentos através do Programa Sinalize do governo do estado); transporte alternativo (topiques) sem condições de tráfego (sucateadas e superlotadas).

 

Somado a todos estes fatores temos mais um agravante: o retorno das aulas presenciais. Como os estudantes chegarão às universidades? E, como retornarão para casa já que o transporte só circula até às 19h10? Os estudantes terão que desembolsar grana para pagar ubers, moto-táxi, entre outras formas de transporte privado. Absurdo! Total desrespeito a um dos Direitos Sociais que tem sido negligenciado no bairro São José aos usuários do transporte coletivo, primordialmente aos nossos estudantes. Diante da crise econômica que assola nosso país estas famílias terão que pagar mais caro pelos deslocamentos dos filhos estudantes. Sendo que a maioria das famílias vive em situação de vulnerabilidade. As estudantes mulheres sofrem ainda com a insegurança e o medo de apanhar quaisquer tipos de transporte, pois são mais sujeitas as várias formas de violências.

 

Apesar de vários ofícios protocolizados junto aos Poderes municipais, ao Departamento Municipal de Trânsito – DEMUTRAN; de diversas reuniões ao longo ao ano de 2021 a problemática do transporte coletivo no bairro São José só aumenta. O que é vergonhoso, desrespeitoso e, contrário aos direitos dos usuários do transporte.


A Associação Solidária do São José e adjacências já encaminhou ao Ministério Público do estado do Ceará as informações quanto a precariedade nos serviços ofertados pela Via Metro Cariri no bairro São José e, também do chamado Transporte Alternativo. Estamos no aguardo de resoluções céleres.

 

 

Associação Solidária do São José e adjacências

Últimas notícias