Banner_head Governo do Estado

Banner_head Câmara

terça-feira, 16 de março de 2021

"Você não vai fazer lockdown no Nordeste para me foder e eu perder a eleição, né?", diz Bolsonaro


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu nesse domingo, 14, e nesta segunda, no Palácio da Alvorada, a médica cardiologista Ludhmila Hajjar, cotada para assumir o Ministério da Saúde. O portal Poder360 apurou os bastidores do encontro e deu detalhes do que foi conversado entre a médica e o presidente. Favorita ao cargo, a indicação de Ludhmila recebeu o apoio de ministros do STF, do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), do procurador-geral da República, Augusto Aras; e do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM).

Surpreendida já no encontro de domingo pela presença não anunciada do então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e do filho do presidente, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Ludhmila foi questionada sobre sua posição em relação a assuntos como lockdown, uso da cloroquina para tratamento contra a Covid-19, aborto e armas.

Segundo a reportagem apurou, durante o encontro, Bolsonaro não escondeu sua preocupação com o apoio popular, deixando claro, ainda que indiretamente, que o prioriza em detrimento de medidas emergenciais para conter a disseminação do vírus. Em um dado momento ele teria questionado: “Você não vai fazer lockdown no Nordeste para me foder e eu depois perder a eleição, né?”. (O Povo)

Últimas notícias