Banner_head Governo do Estado

Banner_head camara fortaleza

quinta-feira, 11 de março de 2021

Veja o Vídeo - André Figueiredo defende pagamento de R$ 600 para auxílio emergencial; deputados governistas aprovam apenas R$ 250


O deputado federal André Figueiredo (PDT) reagiu as distorções divulgadas por vários setores da imprensa nacional, estadual e regional sobre a votação que aprovou nesta quarta-feira (10), o retorno do pagamento do auxílio emergencial. André bega ter votado contra o pagamento do auxílio, como parte da imprensa vem divulgando em todo país, O voto contrário foi o ao valor de R$ 250 aprovado na Câmara dos Deputados. Parlamentares da oposição concordavam que o valor do pagamento deveria ser R$ 600.

"A Câmara está votando o texto da PEC 186, enviado pelo Governo Bolsonaro, que quer desmontar e desestruturar o Brasil. A proposta nada mais é do que uma clara chantagem de aprovar um auxílio de R$ 250 em troca de congelar salários de servidores públicos, como os da saúde e educação, que estão na linha de frente da pandemia. Essa é mais uma ação perversa do governo explorando o desespero e miséria do povo para passar seus pacotes de maldades. 

Ainda é importante ressaltar outro golpe: esse texto da PEC está acabando com a Lei da Informática - um importantíssimo incentivo para as indústrias brasileiras que estimulam a capacitação técnica e a competitividade. Essa PEC veio para destruir o Brasil! Nós defendemos o auxílio SIM, mas de R$ 600, e lembramos que já apresentamos no PLP 137 como garantir os recursos para custear esse auxílio", escreveu André Figueiredo em suas redes sociais.

Confira a fala do deputado:




Últimas notícias