Banner_head Governo do Estado

Banner_head Câmara

quarta-feira, 3 de março de 2021

Ceará tem 12 hospitais públicos com 100% de ocupação nas UTIs e pacientes ficam à espera de leito


Doze hospitais públicos do Ceará estão com 100% de ocupação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento de pacientes com Covid-19. Devido ao crescimento de casos, regiões do estado estão em alerta de nível máximo para a doença e alguns municípios decretaram medidas mais rígidas de isolamento social para tentar frear a transmissão do vírus.

O marido da costureira Maria Joseli Silva está internado desde sábado em um hospital público da cidade de Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza. Com diabetes, hipertensão e obesidade, até a noite desta terça-feira (2) ele aguardava vaga em uma UTI. "É muito angustiante ver uma pessoa da sua família morrendo e você não poder fazer nada. O oxigênio nos pulmões dele está em um nível muito baixo e a enfermeira falou que se não melhorar, ele vai precisar ser intubado", disse ela, sem ter previsão de quando a transferência vai acontecer.

No Ceará, 474 pacientes esperam transferência para outros leitos ou unidades hospitalares, conforme dados da plataforma IntegraSUS. Nos últimos dez dias, 144 novos leitos de UTI foram abertos para atender a pacientes com casos mais graves de Covid-19.

O número de mortes pela Covid-19 aumentou 25% entre janeiro e fevereiro, e diferente da primeira onda, que começou na capital e se espalhou para o interior, desta vez, todas as regiões são atingidas ao mesmo tempo com nível de alerta máximo para a Covid-19.

"Além de começarem tudo junto, os casos estão mais graves, muito provavelmente em virtude dessa nova cepa que circula. Como é muita gente adoecendo ao mesmo tempo, isso repercute no número de óbitos", explica o epidemiologista Luciano Pamplona.

Novo lote de vacinas

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou que o estado deve receber mais 122 mil doses de Coronavac até a próxima quarta-feira (3). De acordo com Camilo, o Ministério da Saúde confirmou, nesta segunda-feira (1º), a chegada do quinto lote do imunizante produzido pelo Instituto Butantan.

Camilo também revelou o interesse no imunizante russo. "Já amanhã de manhã estarei em Brasília, no Laboratório que representa a vacina Sputinik V aqui no país, juntamente com outros governadores", reforça o governador sobre a agenda desta terça-feira (2). Além do imunizante chinês, o Ceará já recebeu dois lotes de vacinas Astrazeneca/Oxford.

A compra direta da vacina por parte do governo estadual também será debatida na ida à Brasília. "Trataremos da possibilidade da compra direta da vacina, em complemento ao Plano Nacional de Imunização. Também em Brasília teremos reunião com o presidente da Câmara, Arthur Lira, para tratar das ações de enfrentamento à pandemia. Seguimos firmes na luta", complementa Camilo.

(Alessandro Torres/Paulo Martins; G1 CE)

Últimas notícias