Banner Governo do Estado

RADIO

segunda-feira, 13 de julho de 2020

Governo do Ceará antecipa o pagamento do Cartão Mais Infância pelo 5º mês seguido


Mais de 45 mil famílias cearenses que vivem em situação de extrema pobreza e são beneficiadas mensalmente com o Cartão Mais Infância serão contempladas, pelo quinto mês consecutivo, com a antecipação do pagamento do benefício. No valor de R$ 85, a ajuda representa um investimento anual de aproximadamente R$ 50 milhões por parte do Governo do Ceará. O anúncio do pagamento de mais uma parcela foi feito pelo governador Camilo Santana, em transmissão pelas redes sociais, na noite desta segunda-feira (13).

“Autorizei hoje a antecipação do pagamento do Cartão Mais Infância. É um auxílio para mães que têm crianças de zero a cinco anos e 11 meses, de baixa renda e vulneráveis. São quase 46 mil famílias cearenses que todo mês o Governo do Estado dá esse auxílio. O pagamento seria apenas no final do mês e estamos antecipando esses 15 dias”, declarou Camilo.

O governador aproveitou para apresentar a situação da pandemia do novo coronavírus no Ceará, que tem seguido em ritmo diferente de acordo com as regiões. Segundo o chefe do Executivo estadual, a Capital e seu entorno são as que apresentam melhor situação hoje em dia. “Cada vez mais aqui em Fortaleza e na macrorregião há uma queda, com estabilização dos casos. Fortaleza está na segunda semana da terceira fase (do Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais)”, comentou.

Hoje (13), mais atividades tiveram o direito de voltar a funcionar em Fortaleza seguindo os protocolos sanitários estabelecidos, como barracas de praia, cafés e padarias a partir das 6h, agências de turismo e o retorno dos jogos de futebol do Campeonato Cearense. “São ações que foram autorizadas pelo Comitê Científico e que são importantes pra a retomada de algumas atividades aqui em Fortaleza”, disse Camilo.

Interior

Diferente da Capital, as regiões interioranas e RMF ainda não puderam avançar a mesma quantidade de etapas do Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais. A Região Norte ainda está na fase de transição, mas com queda no número de casos e óbitos. Já as regiões do Sertão Central, Litoral Leste e Jaguaribe se encontram na segunda semana da primeira fase da retomada da economia.

O Sul do Estado é a área que mais preocupa nesse momento, segundo Camilo Santana. “Apesar dos casos no Centro-Sul estarem diminuindo, continua aumentando o número de casos principalmente no Cariri, é tanto que continuamos ampliando o número de leitos para atender a demanda. Os cinco principais municípios (Iguatu, Juazeiro do Norte, Crato Barbalha e Brejo Santo) continuam em isolamento rígido”, alertou.

Últimas notícias