Banner Prefeitura de Fortaleza

Banner Camara de Fortaleza

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Maia é favorito à presidência da Câmara dos Deputados


Candidato à reeleição, Rodrigo Maia (DEM) ampliou o apoio à candidatura após desistência do deputado Arthur Lira, líder do PP na Câmara, de concorrer à presidência. Ele também conseguiu adesão do MDB e PTB.

No total, a base de apoio de Maia conta com 15 partidos, o que soma mais de 300 deputados. Aliados dão como certa a recondução de Maia e falam em vitória em primeiro turno, mesmo prevendo uma margem de "traição" dentro destas legendas. Maia já tem a seu favor PR, PSDB, PRB, PSD, PPS, DEM, Solidariedade, PSL, Pros, Avante e Podemos. PDT e PCdoB também já indicaram apoio.

Arthur Lira anunciou a desistência por meio de sua conta no Twitter. "Diante das dificuldades de construirmos um bloco com partidos de centro-esquerda e após conversar com deputados que defendem minha candidatura, decidi não disputar a eleição para a presidência da Câmara dos Deputados", escreveu o deputado.

Ventilado nos bastidores, o apoio do PP a Maia é negado por Lira. Segundo ele, ainda não houve decisão sobre o tema. "Em conjunto com os parlamentares do bloco, definiremos até amanhã (hoje) qual candidatura terá o nosso apoio para o comando da mesa diretora", disse. O deputado afirmou ainda que, como líder do partido, trabalhará para garantir a independência da instituição.

Já o deputado Fábio Ramalho (MDB) manteve a candidatura, apesar do apoio do partido a Maia. Ele garantiu que não vê ameaça com a decisão da liderança da sua legenda. "Terei 29 votos dentro do MDB", diz Ramalho apostando em um robusto apoio dos 34 emedebistas eleitos.
(Com Agências)

Últimas notícias