Banner_head governo do estado

Banner_head camara fortaleza

terça-feira, 2 de agosto de 2022

Câmara Municipal retoma trabalhos com denúncias contra a gestão da saúde de Juazeiro do Norte

Foto: Josimar Segundo 


A Câmara Municipal de Juazeiro do Norte retomou, na tarde desta terça-feira (2), as atividades legislativas depois do recesso parlamentar. Na sessão ordinária, o tema mais discutido entre os parlamentares foi a gestão municipal da área da saúde. Vereadores voltaram a apresentar denúncias de interferência política na marcação de consultas médicas.

O assunto, que já foi destaque na imprensa estadual, voltou a ser levantado pelo vereador Capitão Vieira Neto (PTB). Além da demora na fila espera, ele apontou outras irregularidades na pasta da saúde, como a falta de medicamentos e a suspeita de fura-fila na marcação de exames e consultas. Ele suspeita que aliados do prefeito têm preferência para intermediar o processo de marcação em troca de apoio político-eleitoral. 

“É uma loteria. Hoje, marcar uma consulta em Juazeiro, um exame com especialista ou uma cirurgia é ganhar um prêmio. Os auditores e seus assessores marcam [as consultas] da forma que quer, para quem quer”, afirmou Vieira Neto, durante pronunciamento no Grande Expediente. 

O vereador Janu (Republicanos) deu continuidade às denúncias. O parlamentar apresentou um vídeo em que a mãe do prefeito Glêdson Bezerra, Elizabeth Oliveira, aparece uniformizada na Central de Marcação. Segundo o vereador, Elizabeth não ocupa cargo na gestão municipal, o que pode configurar uma ilegalidade, por se tratar de uma ocupação informal.

“Todo mundo sabe quem é que manda na Central de Marcação. Quem é que faz o que quer lá. Ela [Elizabeth] usa a mesma farda de quem trabalha lá. Ela não tem portaria nenhuma no Município. Não tem nomeação. Estão fazendo política com a Central de Marcação”, disse Janu. 

O tema também foi comentado pelos vereadores Adauto Araújo (PTB), William Bazilio (PMN) e pelo presidente Darlan Lobo, que afirmou: “Nunca vi um prefeito conseguir colocar a situação da saúde, a situação de Juazeiro três vezes na Globo em dois dias”, comentou o chefe do legislativo municipal a respeito das matérias veiculadas na imprensa sobre filas na Central de Marcação.

Líder do prefeito na Câmara, o vereador Rafael Cearense (Podemos) reconheceu falhas na gestão da saúde, mas, segundo ele, isso não significa que o governo municipal esteja inerte ou de olhos fechados. Ele citou uma publicação da revista IstoÉ a qual coloca Juazeiro do Norte na 13ª colocação entre as cidades brasileiras com maior investimento em Saúde.

“Eu respeito a opinião dos colegas, mas temos que valorizar aquilo que está sendo feito. Não basta dizer que tudo está errado que não está. Tem falhas e eu concordo que precisa melhorar, mas todos sabem que não existe dinheiro suficiente para fazer tudo o que o município precisa”, enfatizou o líder do Governo.

Últimas notícias