Banner Governo do Estado

terça-feira, 4 de agosto de 2020

Cearenses desenvolvem molécula sintética que pode impedir infecção por coronavírus

Cinco pesquisadores cearenses produziram moléculas sintéticas derivadas de proteínas de plantas que evitariam a infecção pelo novo coronavírus. O processo pode ser um passo para o desenvolvimento de um medicamento contra a doença. O trabalho está exposto na Science Direct.

O estudo, que começou há cerca de cinco meses, foi idealizado por Francisco Eilton Lopes, biólogo e bolsista lotado no Centro de Educação Permanente em Atenção à Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará (CEATS-ESP/CE); o pós-doutor em Ciências Biológicas pela Universidade de Nebraska, nos Estados Unidos, Pedro Filho Noronha de Souza; os professores doutores José Tadeu Oliveira e Cleverson Diniz Teixeira de Freitas; e o doutorando em bioquímica na UFC, Jackson Amaral.

Últimas notícias