segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Denúncia - Setor de Perícias do Governo do Estado do Ceará vem tratando muito mal os aposentados.


Os aposentados pelas repartições do governo do Ceará estão enfrentado sérias dificuldades para conseguir uma perícia médica que se faz necessária na solicitação de isenção do imposto de renda.

A demora ultrapassa de três quatro meses e o atendimento só pode ser feito através dos telefones 3101-2034 e 3101-2042 que funciona no prédio da Secretaria de Planejamento e Gestāo (SEPLAG), na Avenida Oliveira Paiva, em Fortaleza. Quem reside no interior do estado. a situaçāo fica muito pior, uma vez que, dependendo da data, o aposentado fica muitas vezes sem condições de comparecer e volta para o fim da fila.

De nada adianta ligar ou pedir informações sobre uma possível data. Os atendentes do setor de perícias tratam com indiferença os aposentados, dizendo apenas que ele deve aguardar. Quando se tenta falar com outra pessoa do setor, a informação é sempre a mesma: todo e qualquer atendimento só pode ser feito pelos dois telefones acima publicados. Com isso, o aposentado continua pagando o imposto de renda, mesmo gozando de todas as prerrogativas da isençāo.

Em muitos casos, a situaçāo chega a ser  maldosa e desumana, haja vistas que, muitos aposentados que tem direito ao benefício, sāo pessoas doentes e ou portadoras de de patologias incuráveis.

Abaixo a relação das doenças que dāo direito aos seus portadores solicitarem  a isenção do Importo de Renda.

AIDS; Cancer; Alienação mental; Tuberculose ativa; Cardiopatia grave; Paralisia incapacitante e irreversível; Cegueira; Neoplasia maligna; Contaminação sofrida por radiação Nefropatia e hepatopatia grave; Doença de Paget em estado avançado; Hanseníase; Doença de Parkinson; Fibrose cística; Esclerose múltipla; Espondiloartrose anquilosante.

(Colaborou Roberto Bulhões)