Banner Governo do Estado

RADIO

quarta-feira, 15 de abril de 2020

Mais Nutrição: doações ultrapassam 300 toneladas de alimentos


O Governo do Ceará, por meio do programa Mais Nutrição, continua realizando a distribuição dos alimentos cedidos pelos permissionários da Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa-CE), diante da pandemia mundial do coronavírus. Desde o início da ação, em junho de 2019, até o momento, já foram realizadas a doação de cerca de 310 toneladas de alimentos “in natura” e de mix de desidratados para 78 entidades de Fortaleza, Caucaia e Maracanaú.

"É preciso ter um olhar especial para os mais vulneráveis e, assim, ajudar aos que mais necessitam. Por isso, o Estado vem garantindo que famílias beneficiadas com o Mais Nutrição continuem alimentando seus filhos, pois muitos dependem dessa doação de frutas, verduras e legumes", destaca a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana.

Um rigoroso trabalho de prevenção e higienização é feito diariamente para garantir alimentação saudável para cerca de 15 mil crianças cearenses, com os profissionais do projeto reforçando a atenção na manipulação dos alimentos. As entidades estão marcadas em horários diferentes para receber as doações na fábrica e evitar aglomeração, além de serem orientadas a agendar o repasse para as famílias.

Para o gerente do Conselho Comunitário do Parque São José (CCPSJ), Narcélio Holanda, muitas pessoas dependem da doação e reforça o compromisso do Estado em atender aos mais vulneráveis. "Estamos com as atividades suspensas, mas garantindo o alimento de várias pessoas que vivem em nossa comunidade. Isso graças à continuidade do programa Mais Nutrição, que nesse momento é fundamental para auxiliar aqueles que estão desempregados, bem como as mães de famílias que dependem dos programas sociais e vivem na extrema pobreza", finaliza.

Apoio ao Ibama
Além de proporcionar a segurança alimentar das pessoas em situação de vulnerabilidade, o Mais Nutrição alimenta também os animais do Ibama, principalmente aves (passeriformes e psitacídeos) e primatas (macaco prego e guaribas). Até o momento, cerca de 15 mil quilos de alimentos impróprios para o consumo humano já foram doados ao instituto, que semanalmente (segundas e quintas-feiras) realiza a busca de frutas, verduras e legumes, após serem separadas e selecionadas pelo tipo e qualidade.

Vítimas das chuvas
O Estado também enviou donativos para famílias de Crateús, Hidrolândia, Quiterianópolis e Novo Oriente, que sofreram com as fortes chuvas registradas no Ceará. Os municípios receberam cerca de 25 toneladas de alimentos, água e 400 redes de dormir. A ação contou com o apoio do projeto Somos Todos Um, da empresária Ticiana Rolim e da Central de Artesanato do Ceará (CeArt), Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), e da Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec), órgão vinculado à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) e também dos parceiros tradicionais.

Últimas notícias