Banner_head

quinta-feira, 30 de abril de 2020

Governador Camilo sanciona Lei Antifake


Diante dos inúmeros casos de notícias falsas e uma constante desinformação gerada em um período de pandemia, o governador do Ceará sancionou uma Lei contra Fake News, com publicação agendada para o Diário Oficial desta quinta-feira (30). De autoria da deputada Augusta Brito, com a consultoria de Fernando Santana, Guilherme Landim e Salmito Filho, que estabelece multa (de 50 a 500 UFIRCEs) para quem divulgar, por meio eletrônico ou similar, notícias falsas – Fake News – sobre epidemias, endemias, e pandemias no estado Ceará.

“Além da Lei, criamos também no Governo do Ceará uma agência de checagem de notícias falsas, alocada em nosso site. Estamos fazendo isso, pois estamos recebendo uma quantidade gigantesca de boatos e falsas notícias. Em um momento de tanta responsabilidade, precisamos ser serenos. Não é hora de fazer campanha eleitoral com isso, nosso inimigo é comum, um vírus invisível que está tirando a vida de famílias cearenses”, ponderou o governador.

A Antifake CE é uma agência oficial para checagem de dados e estabelecimento da verdade em temas ligados à administração pública estadual. O objetivo da plataforma online é combater de forma rápida e objetiva a propagação de notícias imprecisas, exageradas ou mentirosas que possam levar desinformação aos cearenses. Formada pelas equipes técnicas e de comunicação das secretarias e órgãos vinculados, o grupo esclarece dúvidas, recebe denúncias e combate os efeitos das informações falsas com conteúdo e embasamento técnico.

Últimas notícias